Cuiabá, terça-feira, 15/10/2019
20:41:13
informe o texto

Notícias / Agro e Economia

02/10/2019 às 15:47

Reforma tributária é tema de palestra gratuita nesta quinta em Cuiabá

A palestra "Panorama da Reforma Tributária" será ministrada com o deputado federal Efraim Filho.

Leiagora

A Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Mato Grosso (Facmat) promove a palestra "Panorama da Reforma Tributária" com o deputado federal Efraim Filho (DEM-PB), nesta quinta-feira (03.10), às 14h, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá. O evento é gratuito e aberto a empresários e sociedade em geral. 

Efraim é presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Comércio, Serviços e Empreendedorismo (FCS), com 201 parlamentares. Também estará presente na palestra o presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), George Pinheiro, presidente da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs).  

Considerada prioritária pelo governo para a recuperação da economia, a reforma tributária está em discussão na Câmara dos Deputados e no Senado. No entanto, as propostas analisadas pelas duas Casas são diferentes. Em linhas gerais, os textos propõem simplificar a cobrança de tributos com a unificação de vários impostos. 

No entanto, como as mudanças atingem vários setores e os impactos variam conforme as regiões do país, não há consenso sobre o tema entre os parlamentares. O debate deve ganhar ainda mais corpo, nos próximos dias, com o envio ao Congresso, pelo governo federal, de uma terceira proposta. 

"Discutir o tema é fundamental, principalmente por existirem propostas diferentes sobre o assunto. A reforma tributária é uma das mais importantes para o País e o debate deve ser intensificado para construir um posicionamento conjunto entre municípios, Estado, comércio e os empresários", afirma o presidente da Facmat, Jonas Alves. 

Em 2017, a Facmat trouxe Luiz Carlos Hauly à Cuiabá para falar sobre o tema com os empresários. "Agora é hora de debatermos o assunto novamente, já que as propostas mantém a carga tributária, o que muda é a forma de cobrança, ou seja, passa a ser no consumo e não na produção, além da redistribuição dos recursos arrecadados", conclui o presidente da Facmat. 

Câmara
O texto que tramita na Casa (PEC 45/2019) cria o IBS (Imposto sobre Operações com Bens e Serviços), que substitui três tributos federais:  IPI, PIS e Cofins; o ICMS (estadual), e o ISS (municipal). A mudança ocorreria em uma transição de 10 anos até a unificação e em 50 anos até a compensação de eventuais perdas de arrecadação de Estados e municípios. A proposta foi apresentada pelo deputado Baleia Rossi, líder do MDB-SP, e preparada pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF), comandada pelo economista Bernard Appy. Essa PEC conta com o apoio do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Senado
Já o texto do Senado, de Luiz Carlos Hauly, prevê a criação do Imposto sobre Valor Agregado (IVA), mas com a extinção de nove tributos: IPI, IOF, PIS/Pasep, Cofins, Salário-Educação, Cide-Combustíveis (todos federais), ICMS (estadual) e o ISS (municipal). Além disso, o ex-deputado avança e propõe o Imposto Seletivo para bens e serviços específicos, que não tributaria medicamentos e alimentos, considerados essenciais para a população.

O evento conta com o apoio das seguintes entidades parceiras: Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC), Associação Mato-grossense de Atacadistas e Distribuidores (Amad), Associação dos Supermercados de Mato Grosso (Asmat), Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Associação das Empresas do Distrito Industrial de Cuiaba (Aedic), Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção do Estado de MT (Acomac/MT), CDL Cuiabá, Sebrae Mato Grosso, Fecomércio MT, Famato, FCDL Mato Grosso, Fiemt e Fenabrave. 

SERVIÇO
Palestra Panorama da Reforma Tributária
Data: 03/10 (quinta-feira)
Horário: 14h
Local: Auditório das Borboletas - Centro de Eventos do Pantanal
Assessoria de Imprensa Facmat

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Enquete

Como você acha que está a violência em Mato Grosso neste ano?

Você deve selecionar uma opção
Enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet