Cuiabá, terça-feira, 12/11/2019
07:15:10
informe o texto

Notícias / Leia Rápido

08/11/2019 às 09:27

'Garanhão do Parlamento'

Leiagora

'Garanhão do Parlamento'

Foto: Divulgação

Não pegou muito bem para o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) a declaração de apoio ao vereador Adevair Cabral (PSDB) diante da acusação de assédio sexual. Justamente pelo fato de o emedebista afirmar que está criando em Cuiabá a Secretaria da Mulher que, em tese, é para garantir os direitos das mulheres.

Pinheiro, nessa semana, disse ter certeza da inocência do parlamentar destacando que é a palavra de uma pessoa contra a de um vereador. “Eu conheço o Adevair e tenho a certeza que ele vai provar que não tem nada a ver com isso. Ele está muito chocado com essa notícia, é a palavra de uma pessoa contra a dele. Ela tem que provar”.

Para quem diz que deseja garantir o direito da mulher, dar uma declaração como essa, não parece haver coerência. No mínimo deveria querer que se faça as investigações e pedir que a verdade apareça. Afinal, as acusações são graves e não há somente uma vítima nessa história, já que após aparecer o caso dessa ex-servidora da Secretaria de Saúde, outras mulheres se manifestaram como vítimas do ‘garanhão do Parlamento’.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet