Cuiabá, terça-feira, 12/11/2019
07:13:23
informe o texto

Notícias / Política

06/11/2019 às 16:44

'Quase arrependido', diz prefeito de menor cidade de MT que apoiou Bolsonaro

Araguainha arrecadou entre 01 de janeiro até 23 de agosto deste ano cerca de R$ 986 mil

Fernanda Leite

'Quase arrependido', diz prefeito de menor cidade de MT que apoiou Bolsonaro

Foto: Reprodução internet

Prefeito da cidade menos populosa de Mato Grosso, Araguainha (467 km de Cuiabá), Sílvio José de Morais Filho (PSD), em entrevista ao Leiagora/LTV já demonstra arrependimento em ter votado e apoiado o presidente Jair Bolsobaro (PSL), por causa da PEC do Pacto Federativo, apresentado ao Senado e que pretende extinguir os municípios com população menor que 5.000 habitantes e arrecadação própria inferior a 10% de suas receitas. A ideia é incorporar esses municípios aos vizinhos.

Ele ainda cita que a tradição do município foi sempre de apoiar o Partido dos Trabalhadores (PT), mas na eleição passada, decidiram dar um voto de confiança ao presidente Bolsonaro que obteve 52,64%, totalizando 329 votos. Enquanto o petista Fernando Haddad alcançou 47,36%, sendo 296 votos.

“Fui um eleitor e estou quase me arrependendo disso. Por onde eu passo aqui nas ruas da cidade, a população diz, ‘tá vendo, tá vendo’. Essa foi a primeira vez que saímos da linha, e ganhamos esse presente de grego. É um fato curioso. Talvez isso não ocorreria se não tivéssemos arriscado [ ao apoiar o presidente]”, comentou.

A cidade tem 55 anos de emancipação política, e o prefeito avalia que a medida poderá levar regresso para a região. “A gente caminha com as próprias pernas, temos nossa autonomia. Isso é um retrocesso, temos a nossa história que construímos nesses 55 anos”, lamentou Morais.

Protesto

Araguainha é a terceira menor cidade do Brasil. A primeira está localizada em Serra da Saúde (MG) com com 815 habitantes e Borá (SP), com 837.

Sílvio José, disse esperar que o Congresso  não aprove a medida do governo federal e ele, juntamente com os prefeitos de Serra da Saúde e da cidade de Borá, irão ao Senado tentar impedir a aprovação da proposta.

A mensagem também prevê a restrição para a criação de novas cidades

Para a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e a Associação Brasileira dos Municípios (ABM) e Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM-MT) o assunto não deverá avançar no Congresso Nacional.
 
Arrecadação

Dados do Impostômetro da Fecomércio-MT, apontam que Araguainha arrecadou entre 01 de janeiro até 23 de agosto deste ano cerca de R$ 986 mil.

No mesmo período no ano passado o montante foi de R$ 880 mil. Nos 12 meses de 2018, a cidade registrou em impostos municipais R$ 1.399 milhão.
 
 

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Antônio Celso Furtado 07/11/2019 às 00:00

    Concordo, pois o dinheiro que esses municípios gastam sua máquina pública e muito alto, deveria ser revertida à eles em benefícios, saúde escolas públicas, saneamentos básicos.

  • cláudia nóbrega 07/11/2019 às 00:00

    Você é o culpado disto, Sílvio Filho! E ainda diz que está "quase arrependido" ? Acabou a sua carreira política !

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet