Cuiabá, quinta-feira, 05/12/2019
15:33:48
informe o texto

Notícias / Polícia

01/12/2019 às 10:35

Doze são presos por tráfico e corrupção de menores em festa rave para VIPs; fotos e vídeos (Atualizada)

A festa era para universitários e durante a ação a polícia encontrou haxixe, maconha, cocaína, LSD e ecstasy.

Alline Marques

Doze são presos por tráfico e corrupção de menores em festa rave para VIPs; fotos e vídeos (Atualizada)

Foto: PMMT

Uma festa rave de elite realizada na Estância Verde, na região do Zero Quilômetro, em Várzea Grande terminou com 12 presos e muita confusão na delegacia para registrar o boletim de ocorrência. O evento era regado a muitas drogas e com a presença de menores no local. 

A ação foi realizada na manhã de sábado pela equipe da Polícia Militar do 2º Comando Regional durante a Operação Natal Feliz e contou com a participação de 16 policiais. A PM foi acionada e no local encontrou a vários suspeitos com drogas, dentre os entorpecentes apreendidos estão haxixe, maconha, cocaína, LSD e ecstasy. 

A festa era de universitários e convidados. Dentre os 12 presos, dois eram menores, além de um colunista social que foi liberado. Os detidos têm entre 17 e 27 anos. Durante a operação foram apreendidos ainda celulares roubados, jóias, relógios de alto padrão e R$ 2.800 em espécie. Veículos também foram apreendidos, entre carros e moto. 

A estância Verde é um espaço alugado para eventos como festas, confraternização e casamentos, mas é mais conhecida pela realização de bailes funks também. 

Os suspeitos responderão pelos crimes de tráfico e uso ilícito de drogas e corrupção de menores. 

Outro lado 

O advogado de defesa de três, dos 12, detidos no evento entrou em contato com a reportagem do Leiagora e esclareceu que Kaled Nasser, 26 anos, Marcelo Lemos Nogueira, 27, e Roger Martins Janke, 23, foram liberados sem acusação. 

De acordo com o advogado Manoel Antonio Pereira Araújo, Kaled Nasser, era o responsável pela festa que ocorreu no sábado em Várzea Grande, já Marcelo Nogueira, estava responsável pelo bar e Roger Martins, era o DJ do evento e estava com uma substância identificada como rapé, que é de uso legal e serve como descongestionante nasal.

Apesar da presença de menores no evento e de a polícia localizar droga com alguns dos participantes, os três foram liberados sem acusação. 

O advogado Akio Maluf também entrou em contato com a reportagem e informou que Thon Vinicius e Enzo Couto foram liberados sem acusação. Este último era DJ e iria tocar na festa, além disso, um dos menores que estava no evento era irmão dele. 
Atualizada 02/12/2019 às 16h13 / às 18h44

Vídeo Relacionado

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet