Cuiabá, sexta-feira, 06/12/2019
01:56:13
informe o texto

Notícias / Política

02/12/2019 às 16:12

Prefeito acusa governador de ‘mandar’ polícia investigá-lo

A denúncia de Pinheiro foi entregue na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e vai ser analisada no Colégio de Líderes, nesta sexta

Fernanda Leite

Prefeito acusa governador de ‘mandar’ polícia investigá-lo

Foto: Leiagora

Prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) protocolou um documento nesta segunda-feira (2),  na Assembleia legislativa, em que ele alegar estar sofrendo perseguição política. A reportagem apurou que o govenador Mauro Mendes (MDB) teria solicitado que a Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), que investigasse a ‘fundo’ as denúncias da Servidora do hospital São Benedito, Elizabete Maria de Almeida, 31 anos, de que ele teria negociado a cassação do vereador Abílio Jr. (PSC).

Consta no BO feito pela servidora na semana passada, que o prefeito estaria oferecendo R$ 50 mil e mais 20 cargos comissionados aos vereadores Ricardo Saad (PSDB), Chico 2000 (PL) e ao ex-diretor do hospital São Benedito, Oseas Machado, em uma festa na casa do vereador Juca do Guaraná (Avante).

A denúncia de Pinheiro foi entregue na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e vai ser analisada no Colégio de Líderes, nesta terça-feira (3).

A assessoria da deputada estadual e vice-presidente da AL, Janaína Riva, confirmou o recebimento do documento, porém, não consta apontamento do  nome do governador Mauro Mendes.

A assessoria da Polícia Judiciaria Civil (PJC) irá encaminhar uma nota à imprensa.
 
Na semana passada, o prefeito havia dito que as denúncias de que ele estaria financiando a cassação do vereador tratam-se de “história fantasiosa e inescrupulosa”. Ainda, que tomará todas as medidas judiciais para restabelecer a verdade e punir quem envolveu nome dele na trama.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet