Cuiabá, terça-feira, 21/01/2020
01:54:37
informe o texto

Notícias / Política

09/12/2019 às 17:00

‘Mauro fecha o ano cumprindo compromissos com os ricos de MT’

Para Ludio, o governador deixa de cobrar impostos dos 'ricos' e disseminou uma 'falsa crise'

Fernanda Leite e Alline Marques

‘Mauro fecha o ano cumprindo compromissos com os ricos de MT’

Foto: Assessoria

Deputado estadual Ludio Cabral (PT) avalia que o governador Mauro Mendes (DEM) fecha o ano cumprindo os acordos com ‘os muitos ricos do estado’.

“É um governo que tem um sentido, que tem compromisso com os muitos ricos de Mato Grosso e vai manter uma mesma forma de governar que vem desde o início do ex-governador Blairo Maggi (PP), que prioriza determinados setores da economia que hoje tem o poder político forte no estado em detrimento da oferta dos serviços públicos para a população”, avalia o parlamentar em entrevista ao Leiagora/LTV, nesta segunda-feira (9).

Para ele, financiamento de campanha e poder econômico, além de interesses econômicos, ao longo do tempo foram normalizando todo um ‘arcabouço’ normativo que o estado tem para segurar os privilégios para os ricos.

O petista alega que o governador no início do ano inventou uma ‘falsa crise’ e concedeu privilégios para detentores de grandes fortunas no estado. “Este ano teve ‘terrorismo’ de uma suposta crise no estado. Se existisse essa crise, ele não iria conceber R$ 6 bilhões de renúncia de imposto. Que crise é essa? A população precisa de melhores serviços, o que eu preciso? De imposto. Vamos aumentar imposto? Não, vamos cobrar de quem não paga”, disse.

Ele cita que os setores que poderiam pagar mais impostos são o que menos pagam. “O setor do algodão por exemplo, é menos de 2% de ICMS, a soja é menos de 3%. Não precisa continuar penalizando nós que pagamos 42% de ICMS e deixar esses setores em um ambiente de crise pagando pouco imposto. 

O que tem de recurso de renúncia é o dobro do orçamento da Educação, é três vezes mais do que o recurso da Saúde. É só reduzir ¼  da renúncia, é R$ 1,5 bilhão a mais”, avalia.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet