Cuiabá, quarta-feira, 23/09/2020
04:53:38
informe o texto

Notícias / Política

10/12/2019 às 17:39

Senado decide repasse direto de verbas aos Estados e municípios por emendas

Proposta de Emenda à Constituição deverá ser votada ainda esta semana pelo plenário do Senado Federal

Leiagora

Senado decide repasse direto de verbas aos Estados e municípios por emendas

Foto: Assessoria

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou nesta terça-feira (10) uma proposta de emenda à Constituição que permite a transferência direta de dinheiro para Estados, Distrito Federal e municípios por meio de emendas parlamentares individuais ao Orçamento. O texto segue para o Plenário e deve ser votado nesta quarta-feira, 11, segundo informou o senador Wellington Fagundes (PL-MT), vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Municipalismo.

“Esse é um dos projetos relevantes, que integram a pauta municipalista de 2019 e finaliza com chave de ouro um ano de muita luta e conquistas” – frisou o senador. A PEC 48/2019 é originada da PEC 61/2015, apresentada pela então senadora e atual deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR) e aprovada pelo Senado em abril. Como a PEC foi modificada pelos deputados, teve de retornar para o Senado.

Na reunião da CCJ, foi mantida as alterações da Câmara dos Deputados e acolheu parcialmente duas emendas, dos senadores Alvaro Dias (Podemos-PR) e Major Olimpio (PSL-SP). 

De acordo com o texto original, os repasses podem ser feitos sem necessidade de convênio. As transferências são de dois tipos: doação, quando o parlamentar encaminha recursos para o governo ou a prefeitura sem destinação específica; e finalidade definida, quando a verba vai “carimbada” para um uso determinado.

Com a PEC 48/2019, a doação passa a se chamar transferência especial. Pela proposta, ela deveria ser fiscalizada pelos órgãos de controle interno e externo de cada ente, como os tribunais de contas. No entanto, as emendas de Alvaro Dias e Major Olímpio pediram que não fosse retirada do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Controladoria-Geral da União (CGU) a prerrogativa de fiscalizar essa transferência.

De acordo com o texto, 70% das transferências especiais devem ser destinadas a investimentos e apenas 30% a custeio. A proposta proíbe a utilização da transferência especial para o pagamento de despesas com pessoal (ativo e inativo) ou encargos referentes ao serviço da dívida. Para evitar contingenciamento de recursos com motivação político-partidária, 60% das transferências especiais realizadas no primeiro ano de vigência da emenda constitucional devem ser executadas até o mês de junho.

Para o relator, as modificações realizadas pela Câmara “aperfeiçoam sobremaneira” a PEC original. “O estabelecimento do patamar mínimo de 70% para investimentos permite ao parlamentar que destine ainda até 30% para despesas de custeio, mas exige que se priorizem despesas que tragam um retorno mais duradouro para a coletividade”, argumenta.

 Conquistas Municipalista

Uma das mais importantes conquistas municipalistas de 2019, segundo o senador, foi a inclusão dos municípios – e também dos estados – na partilha do leilão do excedente do pré sal. Em 2018, a emenda da chamada ‘cessão onerosa’ foi apresentada por Fagundes em comum acordo com a Confederação Nacional dos Municípios. Apesar da frustração com a arrecadação no leilão, a distribuição de R$ 5,3 bilhões  permitirá que os municípios equilibrem suas contas.

Também estão garantidos pelo Governo o pagamento da parcela do Auxílio Financeiro de Fomento às Exportações (FEX), no valor de R$ 1,9 bilhão. Mato Grosso deverá receber em torno de R$ 450 milhões como o principal exportador de produtos primários e semielaborados. Também estão comprometidos o pagamento da Lei Kandir, na ordem de R$ 1,9 bilhão.
Da assessoria 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet