Cuiabá, sábado, 22/02/2020
20:25:49
informe o texto

Notícias / Polícia

15/01/2020 às 11:30

Ciopaer fará transporte de pacientes de urgência e emergência em MT

O Governo de Mato Grosso deve economizar inicialmente cerca de R$ 5 milhões ao ano.

Leiagora

Ciopaer fará transporte de pacientes de urgência e emergência em MT

Foto: Christiano Antonucci/Secom-MT

Duas aeronaves equipadas com UTI foram incorporadas à frota do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), unidade da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

Um dos aviões, modelo Chayenne II XL, já começa a operar em fevereiro. Com o incremento, o Governo de Mato Grosso deve economizar inicialmente cerca de R$ 5 milhões ao ano com transporte de pacientes de urgência e emergência. Hoje este serviço é feito, exclusivamente, por uma empresa terceirizada.

O segundo avião passará por manutenção e instalação dos equipamentos médicos e, posteriormente, já estará apto para o transporte de pacientes do interior do Estado para a Capital.

Para a aquisição e adequação dos aviões, o Ciopaer criou uma Comissão de Implantação de Serviço Aeromédico, que definiu modelo, equipamento e atuação que melhor atende à demanda do Estado.

Dentro da Comissão há também o processo de treinamento dos tripulantes, médicos e enfermeiros, que foram disponibilizados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT).

A aeronave adquirida nos Estados Unidos da América (EUA) tem capacidade para dois tripulantes, seis passageiros e autonomia de seis horas e 30 minutos de voo.

A aquisição da primeira aeronave e a adequação de outra unidade custaram R$ 3,8 milhões e o valor foi viabilizado pelo Ministério Público Estadual (MPE) e o Poder Judiciário, por meio de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

“O trabalho da comissão se baseou em ter os mesmos modelos e equipamentos que são fornecidos no setor privado. O objetivo é gerar economia para o Estado e garantir a capacidade de levar este tipo de política pública para o interior do Estado. Após a apresentação de um projeto foi montada uma comissão, que analisou o avião mais eficiente, com boa manutenção e boa disponibilidade de horas de voo e que faça o serviço com baixo custo operacional”, afirma o presidente da Comissão, tenente-coronel BM, Flávio Glêdson Vieira Bezerra.

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Gomes de Figueiredo, enfatiza que a parceria entre a SES e a Sesp vai proporcionar uma redução de custo em torno de 30 a 40%, contudo, a Secretaria de Saúde vai continuar utilizando uma parcela dos serviços da rede privada. Por mês, a SES utiliza, em média, 70 voos para transporte de pacientes. O Ciopaer vai conseguir suprir 23 deslocamentos.

“Mesmo com o incremento, o Estado não tem capacidade técnica de absorver toda a necessidade porque rodamos mais de 70 mil quilômetros por mês. Mas a recente parceria vai proporcionar ao Estado a ampliação dessa capacidade de atendimento e, ao mesmo tempo, busca reduzir os custos que nós temos na área de transporte aéreo para poder investir mais na saúde”, frisa.

Ciopaer

Com a aquisição recente, a corporação dispõe de seis aeronaves e três helicópteros para atuar em operações aéreas em todo o Estado. Além da sede, que fica no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, o Ciopaer tem uma base descentralizada no município de Sorriso (398 km ao Norte de Cuiabá).

O Ciopaer atua em conjunto com as unidades das forças de segurança: Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil e Corpo de Bombeiros Militar e com outras Secretarias Estaduais, a exemplo da Saúde (SES) e de Meio Ambiente (Sema).

As atividades do Ciopaer foram regulamentadas pelo Governo do Estado, em 17 de novembro de 2006, com o objetivo de centralizar em um único órgão o controle, operação e manutenção de aeronaves rotativas e de asas fixas empenhadas em atividades policiais. Ao todo, 90 servidores fazem parte do efetivo da unidade.

 
Da assessoria Hérica Teixeira Sesp-MT

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet