Cuiabá, quinta-feira, 20/02/2020
01:05:11
informe o texto

Notícias / Política

13/02/2020 às 13:00

Saad promete processar Abílio por calúnia e difamação; VEJA VÍDEO

O vereador foi relator do processo de cassação de Abílio e defendeu que o colega perda o mandato.

Alline Marques

Saad promete processar Abílio por calúnia e difamação; VEJA VÍDEO

Foto: Giuseppe Feltrin / Leiagora

O clima esquentou durante sessão realizada nesta quinta-feira (13) na Câmara Municipal de Cuiabá. O motivo é a cassação do vereador Abílio Junior (PSC). O vereador Ricardo Saad (PSDB) garante que irá acionar o social cristão judicialmente por calúnia e difamação. A medida é reflexo das declarações dadas pelo social cristão, que durante discurso na tribuna na sessão plenária desta quinta-feira (13), acusou o parlamentar tucano democrata de corrupto, além de revelar uma negociata para barrar a CPI do Paletó. 

“Eu não falo nada as escusas vereador Abílio, eu não preciso disso. Eu tenho 70 anos de idade e gostaria que o senhor respeitasse isso. Agora, não venha me chamar de corrupto, eu vou judicializar o senhor, vou entrar na justiça criminal contra o senhor, e o senhor vai ter que provar que eu sou corrupto. Eu não brinco mais, o senhor está me ofendendo e eu não aceito”, rebateu Saad.

O tucano ainda chamou o seu colega de parlamento de “enrustido” e afirma que ele se esconde atrás de seu avô, Sebastião Rodrigues, pastor presidente das igrejas Assembleias de Deus do estado de Mato Grosso. “Uma coisa eu posso te afirmar vereador Abílio, não sou corrupto, eu não furo fila, eu não sou igual ao senhor, enrustido, eu não me escondo atrás do meu avô ou de quem quer que seja da Igreja. Eu sou Drº Ricardo Saad, médico, há 36 anos prestando serviço a essa cidade, ninguém pode falar nada de mim”, completou.

O parlamentar também relatou que vem sendo ameaçado pelo social cristão desde a apresentação do relatório final do processo disciplinar que tramitava na Comissão de Ética do Parlamento Municipal desde outubro do ano passado. O documento sugere a cassação do mandato de Abílio.

“Desde a hora que entrei nesse plenário o senhor está me ameaçando. Esse é o seu perfil. Quando eu fiz o projeto, de que todo vereador tem que passar por psiquiatra é necessário. Eu não concordo com a sua atitude e vejo você como uma pessoa doente”, disse. 

O vereador Toninho de Souza (PSD) também usou a tribuna para se defender. “De todos os processos que participei desta Casa, nenhum foi contestado”, declarou. A resolução referente ao relatório produzido pela Comissão de Ética foi lido em plenário na sessão desta quinta-feira (13), e em seguida encaminhado para a Comissão de Constituição e Justiça da Casa de Leis para emissão de parecer.

A partir do seu recebimento, o grupo tem 15 dias úteis para análise. Após isso, ela será remetida ao crivo do plenário para votaçãom, o que só deve ocorrer depois do dia 6 de março. 

Vídeo Relacionado

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet