Cuiabá, sábado, 19/09/2020
04:11:18
informe o texto

Notícias / Judiciário

14/02/2020 às 11:34

Fux segue entendimento de PGR e não deixa Éder acessar delação de ex-BicBanco

Ex-secretário citou direito a defesa e alegou que tem sido alvo de denúncias devido à delação

Camilla Zeni

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, não autorizou o ex-secretário de Fazenda, Éder Moraes, a ter acesso a delação do ex-superintendente do Bic Banco em Mato Grosso, Luiz Carlos Cuzziol. A decisão é de quinta-feira (13).

Éder acionou o STF depois que o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) não o deixou ter acesso ao termo de colaboração, homologado no dia 30 de abril de 2019.

O ex-secretário citou o direito à ampla defesa e alegou que precisava conhecer a delação porque, devido a ela, foi alvo de diversas investigações que resultaram em denúncias contra ele na Justiça.

Em caráter liminar, ele tentou até suspender os processos que envolviam a colaboração premiada, até que seu pedido fosse analisado por Fux. Contudo, a liminar foi negada. 

Agora, ao analisar o mérito da ação, Fux destacou que o direito à defesa do ex-secretário não foi cerceado, porque as ações ainda estão em andamento. Ainda, que mesmo não conhecendo o conteúdo integral da delação, que está em sigilo, ele tem acesso integral aos autos de cada investigação. 

A decisão de Fux, publicada no Diário de Justiça desta sexta-feira (14), segue o entendimento do procurador-geral da República, José Bonifácio Borges de Andrada.

Em novembro de 2019 ele também se manifestou por não atender ao pedido de Éder, considerando que a delação é sigilosa. Para o PGR, o acesso do ex-secretário ao documento poderia comprometer as investigações.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet