Cuiabá, terça-feira, 07/04/2020
08:19:29
informe o texto

Notícias / Política

20/02/2020 às 09:22

Emanuel admite existência de indicações políticas, mas ameniza e diz que é normal

A denúncia de “cabide de emprego” partiu do vereador Abílio Junior (PSC), principal opositor da atual administração na Câmara de Cuiabá.

Kamila Arruda

Emanuel admite existência de indicações políticas, mas ameniza e diz que é normal

Foto: Assessoria

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) admitiu a existência de indicações políticas feitas por vereadores na Secretaria de Saúde e demais setores do município, mas negou qualquer tipo de irregularidades em sua gestão.

A denúncia de “cabide de emprego” partiu do vereador Abílio Junior (PSC), principal opositor da atual administração na Câmara de Cuiabá. De acordo com ele, diversos servidores da saúde foram nomeados após indicações de parlamentares. O fato seria uma “troca de favores”. Com as indicações, Pinheiro garantiria o apoio dos referidos vereadores no Parlamento Municipal.

O prefeito, entretanto, rebate as acusações. Segundo ele, as indicações existem, mas não há qualquer obrigação por parte do Município no sentido de empregar os indicados.

“Pode indicar, como ele [Abílio] mesmo indicou, todos indicaram, quem é companheiro indica. Agora, se a pessoa tem o perfil ou não para trabalhar, isso é avaliado. Se tem perfil vai entrar, se não tem, não entra. As vezes tem o perfil, melhora e até cresce dentro da gestão. As vezes entra, não da certo e é exonerado. É a dinâmica da gestão. Agora pedidos tem de todo mundo, de conhecidos, de estranhos, de simpatizantes, de apoiadores, de vereadores, de deputados. Isso é o que mais tem. De todo mundo, de toda sociedade”, revelou.

Apesar disso, Pinheiro nega que tenha qualquer tipo de irregularidade na administração pública municipal nesta ceara. “Tenho tranquilidade. Minha gestão está chegando ao quarto ano de mandato pautada na transparência, na seriedade e na gestão e austeridade, com boa gestão fiscal e com obras, ações e projetos em toda cidade”, disse.

Neste sentido, o emedebista ainda frisa que as denúncias devem ser feitas aos órgãos de controle. “O que tiver de denúncia e elas precisam ser feitas com responsabilidade e equilíbrio, encaminhadas direto Ministério Público e demais órgãos de controle. Eu tenho feito isso ao longo da minha gestão. Qualquer dúvida, qualquer coisa que eu não goste ou ache errado, eventualmente dentro da gestão, eu mesmo tenho encaminhado de forma transparente e isenta ao Tribunal de Contas e ao próprio Ministério Público”, finalizou.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet