Cuiabá, sábado, 19/09/2020
08:17:59
informe o texto

Notícias / Leia Rápido

26/03/2020 às 15:54

Não se entenderam

Leiagora

Parece que a reunião entre o governador Mauro Mendes e o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, realizada na terça-feira (24), não rendeu um consenso tão duradouro assim. 

Já nesta quinta-feira (26), os dois chefes do poder Executivo não chegam em um denominador comum quanto às restrições impostas a população. 

Mauro passou a adotar (ainda que diga o contrário) a linha de pensamento do presidente da República, Jair Bolsonaro, quanto ao isolamento vertical - ou seja, quem não é do grupo de risco ao Covid-19 (causado pelo coronavírus), não precisa ficar, necessariamente, isolado. Ele justifica que a economia precisa girar, até para que a população não morra de fome.

Emanuel disse entender a posição do líder estadual, mas mantém as restrições colocadas para Cuiabá. "Nesse momento não há atividade econômica que prevaleça à vida", disse em nota.

Resta saber a quem a população local deve obedecer: abrir shoppings e outras atividades ou não abrir?

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet