Cuiabá, sábado, 06/06/2020
04:52:55
informe o texto

Notícias / Política

31/03/2020 às 08:30

Vereadores aproveitam janela para tentar garantir a reeleição

Na reta final do fim da janela, mais dois vereadores resolveram mudar de sigla. Com eles, a soma chega a 11 parlamentares

Kamila Arruda

Vereadores aproveitam janela para tentar garantir a reeleição

Foto: Assessoria

Próximo da data de fechamento da chamada janela partidária, mais dois vereadores por Cuiabá resolveram trocar de partido visando a eleição de outubro deste ano. Trata-se de Toninho de Souza (PSD) e Clebinho Borges (DC).

Toninho optou por construir o seu projeto de reeleição juntamente com o atual prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). Isto porque, o Partido Social Democrático tem a intenção de lançar candidato a prefeito da Capital, e o parlamentar quer apoiar a reeleição do emedebista.

Ele se desfiliou da legenda no último dia 26 e deve se filiar ao MDB nos próximos dias, uma vez que a janela partidária fica aberta até o dia 03. Ao trocarem de partido, os parlamentares buscam mais recursos e apoio político para as campanhas. 

Enquanto Toninho sai, o vereador Clebinho Borges entra. O parlamentar irá deixar o DC para se filiar ao PSD a convite do presidente regional da sigla, o ex-vice-governador Carlos Fávaro.

Com a abertura da janela partidária, o Progressistas passou a ter quatro vereadores. Trata-se de Marcrean Santos, Luis Claudio, Orivaldo da Farmácia, Vinicyus Hugueney. Marcrean foi o último a ingressar na legenda. Ele se desfiliou do PTRB e passou a integrar os quadros do Progressistas no último dia 18. 

Por outro lado, o PP perdeu o vereador Diego Guimarães que vai para o Cidadania, seguindo o colega Felipe Wellaton, que deixou o PV e está responsável por forma a chapa de parlamentares da nova sigla e ainda tem o aval da Executiva estadual para ser candidato a prefeito.

Além dele, Felipe Wellaton sai do PV e também segue para o Cidadania e já tem o aval do partido para disputar a prefeitura de Cuiabá. Já Dilemário Alencar deixar o Pros pelo PSC a convite do vereador cassado Abílio Brunini que assumiu o comando da sigla na capitla. 

Outros dois oposicionistas que devem trocar de partido são Wilson Kero Kero e Marcelo Bussiki. O primeiro irá deixar o PSL para se filiar ao Podemos, enquanto Bussiki trocará o PSB pelo DEM.

O ainda socialista ingressará no Democratas a fim de seguir os passos do governador Mauro Mendes (DEM). O mesmo deverá fazer o vereador Gilberto Figueiredo, que atualmente responde pela Secretaria de Saúde do Estado.

Dos nove vereadores que irão mudar de partido para o pleito de outubro deste ano, entretanto, apenas dois já efetuaram a troca. Além de Marcrean, o vereador Adevair Cabral já deixou o ninho tucano e se filiou ao PTB. O ex-tucano já havia anunciado a troca ainda no ano passado. A filiação ocorreu no dia 14, durante um ato realizado no Executiva Municipal do PTB, quando ainda não havia as probições de aglomerações.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet