Cuiabá, terça-feira, 04/08/2020
08:03:08
informe o texto

Notícias / Política

06/04/2020 às 10:00

Secretário reconhece subnotificação de coronavírus; estimativa é de 600 infectados em MT

Pesquisa apontou que a cada caso detectado de Covid-19, outros 10 estão subnotificados

Camilla Zeni

Secretário reconhece subnotificação de coronavírus; estimativa é de 600 infectados em MT

Foto: Christiano Antonucci/Secom-MT

O secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, reconheceu que há subnotificação do coronavírus em Mato Grosso. Segundo ele, a estimativa é de que o número de pessoas infectadas e que tenham contraído a Covid-19 (doença causada pelo coronavírus) seja de, pelo menos, 600 pessoas.

Em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (6), Figueiredo comentou que a estatística é usada pelo próprio Ministério da Saúde, para quantificar o número de casos acometidos no Brasil.

"Temos um iceberg submerso de casos estimados, na proporção de 10 para cada 1. Isso significa dizer que, se temos 60 casos confirmados, muito provavelmente existam 600 outros que não enxergamos. Pacientes que já foram infectados, não tiveram sintomas ou não procuraram uma unidade de saúde", reconheceu o secretário.

Um estudo realizado pela Escola de Londres de Higiene e Medicina Tropical, publicado no dia 22 de março, também apontava resultado semelhante.

De acordo com os pesquisadores, o Brasil tem a capacidade de detectar apenas 11% dos casos sintomáticos de Covid-19. Isso significa dizer que, em cada dez casos de infecção que apresentem sintomas, só um acaba sendo quantificado pelo governo. O estudo não considera, porém, a imensidão de casos infectados que são assintomáticos.

Para mapear a real força do vírus, o governo teria que conseguir testar toda a população, para encontrar inclusive cidadãos que estão infectados mas não apresentam sintomas. Dessa forma, isolá-los e impedir a propagação da doença.

Contudo, segundo Figueiredo, isso é impossível. O secretário já observou, em diversas ocasiões, que nem o Estado e nem o governo federal conseguem disponibilizar testes para toda a população. 

Figueiredo revelou que, na semana passada, Mato Grosso conseguiu comprar 20 mil testes para serem usados pelo Laboratório Central para detecção do coronavírus, sendo que 10 mil deles são do tipo "teste rápido". Além disso, o estado também recebeu 10 mil testes do Ministério da Saúde. No entanto, segundo o secretário, o acesso aos testes passarão a ser mais restritos a medida em que se aumenta o número de casos suspeitos e confirmados no Estado.

Até o momento, segundo boletim informativo divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde no domingo, Mato Grosso possui 60 casos confirmados de Covid-19 e 361 notificados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), provocada também pelo coronavírus.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet