Cuiabá, sábado, 06/06/2020
14:39:13
informe o texto

Notícias / Polícia

07/04/2020 às 17:49

Policiais doam alimentos à família após atender ocorrência de desentendimento familiar

Ao verificar a motivação da discussão, os policiais perceberam que a situação não era caso de polícia, mas sim, de solidariedade.

Leiagora

Policiais doam alimentos à família após atender ocorrência de desentendimento familiar

Foto: PMMT

Em Várzea Grande, uma equipe de policiais militares arrecadou e doou alimentos à uma família em situação de vulnerabilidade social, após ser acionada para atender uma ocorrência de desentendimento familiar, no bairro Colinas Verdejantes. Ao verificar a motivação da discussão entre os pais, os policiais perceberam que a situação não era caso de polícia, mas sim, de solidariedade.

A PM foi chamada via 190 pelos vizinhos que denunciaram que o casal estava discutindo alto dentro de casa. Ao verificar a situação na residência, a polícia percebeu que o casal estava apenas em discussão verbal porque haviam furtado o gás da residência e os últimos alimentos que tinham para sustentar as três filhas; um bebê de pouco mais de um ano de vida e duas crianças de 6 e 12 anos de idade.

Diante da triste situação, os policiais tentaram acalmar o casal. Como perceberam que a situação de vulnerabilidade social da família era grave, os militares decidiram ir a um supermercado do bairro e comprar cestas básicas para doar para a família.

A ação dos quatro policiais sensibilizou o proprietário do supermercado que ao perceber que eles estavam comprando para ajudar a família, também quis contribuir. O policial militar cabo Mauro Sérgio Crispim relata que a situação do casal discutindo desesperado porque o pouco que tinham foi levado era muito comovente.

“Quando vimos eles desesperados porque levaram o gás e os alimentos que eram para as crianças, ficamos muito tristes por ver pessoas sofrendo assim. A gente percebeu que eram pessoas boas e que estão passando por momentos difíceis. Prede-los porque estavam discutindo não iria ajudar em nada. Nem dinheiro para irem à delegacia eles tinham. Eles estavam preocupados com o que dar de almoço para os filhos. Antes de eu ser policial, sofri muito também, sei como doí a fome, não podemos ignorar o sofrimento deles”, conta emocionado o policial.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet