Cuiabá, sexta-feira, 05/06/2020
11:05:06
informe o texto

Notícias / Geral

09/04/2020 às 11:00

Gilberto: ‘confinamento não é reunir e fazer festa na casa dos amigos’

Secretário de Saúde chamou a atenção da população, que não tem respeitado as regras de isolamento

Camilla Zeni

Gilberto: ‘confinamento não é reunir e fazer festa na casa dos amigos’

Foto: Secom

O secretário de saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, deu um sermão em quem não tem respeitado a determinação de isolamento social nesse momento de pandemia pelo novo coronavírus. Ele pediu que a população respeite as orientações da equipe técnica e evite sair de casa sem necessidade, o que inclui receber ou visitar amigos.

“Confinamento é distanciamento entre as pessoas, inclusive dentro de casa. Não é reunindo na casa do amigo, não é fazendo festa na casa dos amigos. É importante que a população entenda que cada um de nós pode fazer a sua parte”, disse o secretário, em entrevista à TV Centro América, nessa quarta-feira (8).

Desde o início da semana, é perceptível o aumento no número de pessoas em circulação nas ruas, seja em Cuiabá, Várzea Grande ou em cidades do interior do estado. E a mudança de comportamento vem justamente num momento em que Mato Grosso confirmou suas primeiras mortes por Covid-19 (causada pelo novo coronavírus), e registra aumento no número de infectados.

Segundo as autoridades, mais da metade da população que for infectada pelo vírus não deverá apresentar sintomas. Por isso, o isolamento social é importante para diminuir a propagação da infecção, que pode acarretar em graves sintomas respiratórios em uma parcela da população, principalmente aqueles que se encontram no chamado “grupo de risco”, como idosos e portadores de doenças crônicas.

“Eu torço para que a população não precise, que não tenhamos o desconforto de ter nossos hospitais lotados. Agora, a única maneira de diminuir isso é o confinamento. Não é as pessoas convidando umas às outras para se reunirem nas casas para assistir a live do artista preferido”, explicou o secretário de saúde.

“Será que nem assistindo ao vídeo do que está acontecendo na Itália, Alemanha, Espanha, Estados Unidos, países de primeiro mundo, não conseguem entender?”, desabafou. 

Conforme o último boletim informativo da Secretaria de Saúde, 90 pessoas já foram confirmadas com a infecção do vírus, sendo que apenas 63 delas estão em isolamento domiciliar. Duas mortes também já foram confirmadas

Cabe destacar que, no entanto, conforme o próprio secretário Gilberto Figueiredo, em razão da subnotificação da doença, provocada, entre outros fatores, pela ausência de sintomas, a estimativa é de pelo menos 900 pessoas já estejam infectadas em Mato Grosso. Os dados consideram o estudo que afirma que o Brasil é capaz de detectar apenas 11% dos casos da doença.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet