Cuiabá, sexta-feira, 10/07/2020
13:19:17
informe o texto

Notícias / Política

30/04/2020 às 09:27

Botelho cobra posição de Mauro em relação a pequenos empresários: ‘precisa se movimentar’

Deputado avaliou que pequenos e micros empresários estão sofrendo com a pandemia e governo deve auxiliar

Camilla Zeni

Botelho cobra posição de Mauro em relação a pequenos empresários: ‘precisa se movimentar’

Foto: Angelo Varela/ALMT

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (DEM), engrossou a voz em relação ao governo de Mato Grosso e cobrou uma posição em relação às perdas do micro e pequeno empresário.

O parlamentar se reuniu com representantes do setor de turismo e transporte nesta semana e avaliou que a pandemia do novo coronavírus, que impôs medidas restritivas, causou diminuição significativa no faturamento dos setores.
 
Para o presidente da Assembleia, o governo de Mato Grosso não tem dado a atenção devida aos pequenos empresários. Por isso, o secretário de Desenvolvimento Econômico do estado (Sedec), César Miranda, também foi convocado para uma reunião com o setor.

“Parece que o Governo do Estado ainda não se movimentou em relação a isso. Eu não ouvi nenhuma fala do governador no sentido de auxiliar os pequenos empresários. Está na hora de acordar para isso, precisa se movimentar, porque os pequenos estão morrendo”, criticou o parlamentar.

Como solução paliativa, Botelho propôs usar parte dos recursos do Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Fundeic) e do Fundo de Habitação e Transporte (Fethab) para as ações de fomento da Desenvolve MT. Para isso, porém, será necessário que os deputados aprovem um projeto de lei, que pode ser levado por Botelho após a análise do governador.

“Nós estamos trabalhando com várias propostas e eu estou encaminhando uma para o governador, porque temos o MT Fomento [Desenvolve MT], que pode trabalhar e ajudar esses pequenos empresários. Mas não tem recurso, então nós precisamos aportar recurso lá”, comentou.

Segundo um estudo do Tribunal de Contas do Estado (TCE) apontou que o desvio de finalidade do Fethab, que foi criado para investimentos em infraestrutura e transporte, é possível. Conforme a publicação, caso a Assembleia aprove, os municípios poderão usar os recursos em ações relacionadas o coronavírus, pelo menos.

O secretário da Sedec, contudo, avaliou que é necessário cautela nesse momento de pandemia. Ele observou que o próprio governo enfrenta queda de arrecadação e que o Estado não consegue gerar recursos. 

"Eu tenho dito sempre aos setores econômicos que a gente é sensível e temos que buscar soluções em conjunto. Por isso é importante a participação do Legislativo e Judiciário. O governador Mauro Mendes tem demandado uma série de estudos para que a gente busque soluções e, nesse momento difícil geral, que a gente possa atender ao micro e pequeno empresário que está sofrendo com a pandemia".

Cesar Miranda ponderou ainda que a oferta de linhas de crédito com juros baixos precisa ser estudada, já que a agência precisa seguir normas do Banco Central. "Mas aquilo que for possível, dentro das normas bancárias, acho que é possível ser construído. Temos que buscar de onde virão esses recursos para que possamos atender nessas situações", finalizou.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet