Cuiabá, sábado, 04/07/2020
06:32:13
informe o texto

Notícias / Política

01/05/2020 às 09:12

Governador cobra novo ministro da Saúde e reclama de apoio do governo Federal

Mauro Mendes afirmou que o Estado precisa saber quais recursos serão aportados para fazer o devido planejamento

Alline Marques

Governador cobra novo ministro da Saúde e reclama de apoio do governo Federal

Foto: Mayke Toscano

O governador Mauro Mendes (DEM) engrossou o discurso em reunião com o novo ministro da Saúde, Nelson Teich, e cobrou um posicionamento sobre qual será o auxílio fornecido a Mato Grosso para o combate ao coronavírus, até para poder fazer um planejamento das ações. A reunião virtual ocorreu na tarde dessa quinta-feira (30) com governadores do Centro-Oeste =.

"Nós só recebemos até agora as 10 UTIs que o Ministério mandou e alguns EPIs [Equipamentos de Proteção Individual], que compartilhamos com as nossas unidades e com os municípios. Recebemos um recurso da parcela extra do teto MAC e estamos nos virando com o que podemos em relação a essas despesas extras", reclamou Mendes no encontro. 

El ainda questionou qual é a diretriz objetiva da estratégia do ministério para que o Estado possa planejar um pouco mais o quanto devemos continuar correndo no mercado internacional em busca de equipamentos.

O chefe do Executivo Estadual reforçou que é necessário saber a quantidade de testes, EPIs, respiradores e demais equipamentos que o Ministério da Saúde irá enviar para Mato Grosso.

“Sabemos que o Ministério tem dificuldades e só queremos ter a ciência, de forma objetiva, do que o Ministério tem planejado para Mato Grosso e no que vai poder ajudar. Nesse momento de dificuldades, não podemos planejar com incertezas”, afirmou.

Ainda na reunião, feita via videoconferência, Mendes fez um balanço ao ministro da atuação do Estado no combate à pandemia, desde às determinações de isolamento social até os investimentos para ampliar a capacidade de leitos a rede pública.

O governador destacou que a taxa de ocupação das UTIs reservadas para casos de Coronavírus é de 4,8%, a segunda menor taxa do país entre os estados. "A situação no Estado está sob controle no momento. A curva de contaminação está abaixo das projeções iniciais. Estaremos entregando na próxima semana um hospital com 210 novos leitos na região da Grande Cuiabá. Também estamos criando leitos em todo o interior".

Outra medida citada pelo governador foi a obrigatoriedade do uso da máscara. Mato Grosso foi pioneiro na aplicação dessa providência e tem feito uma ampla campanha de conscientização.

"Estamos fazendo fortes campanhas para que a população adote as medidas de restrição do convívio social e continuamos a proibir eventos, festas e aglomerações. Estamos seguindo os protocolos da Organização Mundial de Saúde".

Em sua fala, o ministro Nelson Teich afirmou que possui uma projeção de recursos e de equipamentos para ser distribuídos aos estados, e que irá discutir o tema com sua equipe técnica. “O nosso foco é ajudar os estados e municípios a ajudar as pessoas”, disse ele.

Em resumo, terminou a reunião sem uma resposta objetiva por parte do Ministério da Saúde. Mato Grosso já importou da China equipamentos, macas e respiradores. 

 
Com informações da assessoria 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet