Cuiabá, sábado, 19/09/2020
09:16:30
informe o texto

Notícias / Leia Rápido

20/05/2020 às 18:17

Acordo é homologado

Leiagora

Acordo é homologado

Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal homologou, nesta quarta-feira (20), o acordo firmado entre os Estados e a União para recomposição das perdas provocadas pela Lei Kandir. Segundo o texto, assinado pelos 27 governadores, a União terá que repassar R$ 65,6 bilhões aos estados. 

Desse valor, R$ 58 bilhões devem ser repassados pelo governo federal entre 2020 e 2037. Do restante, R$ 3 bilhões devem ser pagos em até três anos após a aprovação do Projeto de Emenda Constitucional (PEC) do Pacto Federativo, no Congresso Nacional. Outros R$ 4 bilhões devem ser pagos com a venda dos blocos Atapu e Sépia do pré-sal, na Bacia de Santos. 

Do montante inicial a ser repassado, metade obedece coeficientes fixos de participação dos estados. No caso de Mato Grosso o estado tem direito a 1,94% do valor, ou seja, R$ 562,6 mil. Já a outra metade dos R$ 58 milhões vai considerar as perdas estaduais relacionadas ao FEX. Nesse quesito Mato Grosso tem direito a uma porcentagem de cerca de 20% do valor, o equivalente a R$ 5,8 milhões.

Para receber os valores, porém, os estados deverão desistir das ações judiciais protocoladas no STF para receber os valores atrasados.

Saiba mais
Estados firmam acordo sobre a Lei Kandir e MT fica com R$ 1,2 bilhão
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet