Cuiabá, segunda-feira, 06/07/2020
06:06:33
informe o texto

Notícias / Leia Rápido

21/05/2020 às 08:50

Emanuel e a flexibilização

Leiagora

Emanuel e a flexibilização

Foto: Luiz Alves

Apesar dos números de casos em crescimento, principalmente na capital que já tem 334 casos e cinco mortes, é muita a pressão em cima do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, para liberação das atividades, dentre elas, bares e restaurantes, e outras que seguem fechada.  Inclusive, foi realizada uma manifestação na semana passada liderada pelos empresário do ramos de bares e restaurantes. Esta não é a primeira vez que o chefe do Executivo é alvo de protesto. Desde o início da pandemia ele sofre pressão do meio empresarial para liberação geral Porém, ele vem resistindo, segurou o comércio fechado por cerca de 40 dias, e ai começou a determinar o retorno gradativo.

Só que agora parece estar insustentável e o prefeito pode acabar cedendo à pressão dos empresários e vai editar um novo decreto na próxima semana para flexibilizar ainda mais as medidas e começar a liberar atividades que até então estão proibidas. Com o decreto nacional que permite academias e salões de beleza, é possível que o prefeito contemple estes segmentos, além dos bares e restaurante, porém, mantendo as medidas de segurança, como o distanciamento social. 

Vamos aguardar!

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Julmeire Sobrinho Lemos Melo 21/05/2020 às 00:00

    Só Deus pra tomar conta de nós.. Porque essa história de pagar para ver, a hora que começar a abrir os bar e restaurante o povo ficar acomodado achando que não vai pegar vai ser, pode custar muito caro, uma explosão de contaminação e quando todo mundo precisar juntos ao mesmo tempo de UTI... aí vai ser uma Manaus da vida... só Deus para tomar conta de nós

  • Cleyton de Sá Santos 21/05/2020 às 00:00

    Relaxem ficou doente..cloroquina nele...agora a fome vaii matar mais...

  • Marcia da praça popular 21/05/2020 às 00:00

    Desde que com as regras e não permitir que os bares fiquem lotados...principalmente aqui na.praça popular...limitar a quantidade de pessoas e que todas estejam de máscaras...até porque temos idosos que moram perto desses bares inclusive na praça popular...

  • rogerio ferrari 21/05/2020 às 00:00

    Obviamente que se a liberação for feita, os casos de coronavírus, a proliferação e propagação vai literalmente explodir, então todos terão que voltar a ficar em quarentena, tudo é tão claro, no mundo todo acoteceu isso, aqui não vai ser diferente! Se o prefeito aceitar essa pressão ele vai jogar tudo que foi feito no lixo! E atividade física não precisa ser feita apenas dentro de academias de ginástica!

  • PAulo Moura 21/05/2020 às 00:00

    Aleluia!!!

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet