Cuiabá, sexta-feira, 10/07/2020
20:48:15
informe o texto

Notícias / Política

25/05/2020 às 16:32

Gilberto acredita que ano eleitoral impede prefeitos de tomar medidas de combate à Covid-19

Figueiredo afirma que o Governo do Estado vem orientando os gestores de forma recorrente, e mesmo assim, tem cidades em que as medidas adotadas não estão sendo necessárias para combater a proliferação da doença.

Kamila Arruda

Gilberto acredita que ano eleitoral impede prefeitos de tomar medidas de combate à Covid-19

Foto: Christiano Antonucci/Secom-MT

O secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo (DEM), acredita que muitos prefeitos do Estado estão com dificuldades de tomar decisões visando o combate ao novo coronavírus (covid-19) por se tratar de ano eleitoral.

“Parece-me, que, sendo um ano político, que tem eleições municipais, gestores municipais estão encontrando dificuldades para tomar decisão à luz das recomendações sanitárias e também à luz dos pleitos realizados no mundo econômico”, disse o integrante do primeiro escalão estadual.

Figueiredo afirma que o governo do Estado vem orientando os gestores de forma recorrente, e mesmo assim, tem cidades em que as medidas adotadas não estão sendo eficientes para combater a proliferação da doença.

O gestor pontua ainda que o governo já apontou qual deveria ser o comportamento: "isso não é mais segredo para nenhum gestor". Para ele, alguns municípios fazem isso com mais eficiência, e outros estão enxergando isso naturalmente e não estão adotando as medidas necessárias. Apesar das críticas, o secretário não citou exemplos para evitar polemizar com os prefeitos.  

Para ele, a implantação de medidas efetivas de combate são essenciais. “Eu sei que é difícil, não há decisão fácil neste momento de pandemia, e o número de casos, o número de infectados vai estar diretamente relacionado à capacidade que nós tivermos de, gradativamente, ir controlando esse fluxo, ajustando esse fluxo, para, dentro da capacidade que tem o governo para o enfrentamento, em especial, para o atendimento hospitalar”, explicou.

Diante disso, reforçou que o isolamento social continua sendo a forma mais eficaz de combater a doença. “O transporte do coronavírus são as pessoas, a contaminação depende fundamentalmente da distância que uma pessoa está da outra. Os poderes municipais têm que adotar as medidas para que isso seja evitado”, finalizou. 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet