Cuiabá, quinta-feira, 02/07/2020
18:01:15
informe o texto

Notícias / Judiciário

27/05/2020 às 09:38

Trio que torturou e tentou arrancar coração de rival é denunciado à Justiça

Ministério Público classificou denunciados como "cruéis assassinos" e descreveu a prática de tortura que usaram no crime

Camilla Zeni

Trio que torturou e tentou arrancar coração de rival é denunciado à Justiça

Foto: Reprodução

O Ministério Público de Mato Grosso (MP) denunciou à Justiça três criminosos acusados de terem torturado, matado e ainda tentado arrancar o coração de Thaison Silva de Morais, de 26 anos.

De acordo com as investigações, o crime foi cometido por João Paulo de Castro Lima, Genoilton Domingos dos Santos e Genilto Domingos dos Santos, em Rosário Oeste (105 km de Cuiabá). Os três seriam líder e membros da facção Comando Vermelho, respectivamente. Por sua vez, Thaison era membro da facção Primeiro Comando da Capital (PCC). 

Motivado por disputa territorial e vingança, João Paulo teria atraído Thaison para o lixão da cidade, na madrugada do dia 9 de maio. Lá, com a ajuda dos dois comparsas, matou a vítima após torturá-la.

Segundo o promotor responsável pelo caso, os acusados amarraram Thaison pelas mãos e pés e começaram um interrogatório. Eles queriam informações sobre outros membros da organização criminosa. 

Durante o crime, eles usaram uma faca para dilacerar o corpo e vários órgãos internos do rapaz. Consta que, em determinado momento, um dos criminosos esfaqueou o jelho da vítima, enquanto dizia: “eu vou abrir você, eu vou arrancar seu coração vivo, você vai ver eu arrancando seu coração”. Foram esses golpes que teriam causado a morte, segundo laudo policial.

Não bastasse o assassinato, o trio, considerado "cruéis assassinos" pelo Ministério Público, ainda violou o corpo da vítima, tentando tirar-lhe o coração para "exibi-lo como troféu". 

O MP lembrou que essa ação foi filmada e divulgada pelas redes sociais, e considerou que foi cometida com o objetivo de mandar um recado para a facção rival criminosa e "causar terror e medo aos seus adversários no submundo".

Pelos crimes, portanto, o Ministério Público pediu que o trio seja condenado por homicídio qualificado por motivo torpe, emprego de tortura, dissimulação e recurso que dificultou a defesa da vítima.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet