Cuiabá, terça-feira, 14/07/2020
21:13:09
informe o texto

Notícias / Política

01/06/2020 às 08:10

Após ser acusado de agressão, presidente da OAB-MT se afasta do cargo

O jurista ainda informa que protocolou um documento junto à própria entidade pedindo para que o caso seja investigado.

Kamila Arruda

Após ser acusado de agressão, presidente da OAB-MT se afasta do cargo

Presidente OAB-MT, Leonardo Campos

Foto: Reprodução

Após denúncia de agressão contra sua esposa, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso, Leonardo Campos, optou por se licenciar do cargo pelo período de 30 dias.

O anúncio foi feito por meio de um texto divulgado pelo próprio advogado em suas redes sociais e em grupos de whatsapp.

Na oportunidade, o jurista ainda informa que protocolou um documento junto à própria entidade pedindo para que o caso seja investigado.

Leia também - Presidente da OAB-MT é preso por Maria da Penha

“Minhas amigas e meus amigos, como sabem, a última semana foi muito dura para mim e minha família. Uma discussão de casal acabou se tornando pública, com contornos e versões que precisam ser melhor apurados. Como sabem, tomei o cuidado de protocolar perante a OAB-MT um expediente para que a entidade analise o caso e decida como entender mais adequado”, diz trecho do texto. 

Capataz, como é conhecido, foi parar na delegacia na última quinta-feira (28) acusado de agredir a esposa e também advogada Luciana Póvoas. O presidente teria bebido, dado um empurrão e feito xingamentos contra a esposa, que garantiu não ter sido a primeira vez que foi agredida pelo marido.

Ele, por sua vez, nega o fato. “Não houve agressão. Jamais agrediria minha esposa, mulher que respeito. Em verdade, houve um desentendimento e uma discussão que envolveu inclusive o meu filho. Mas eu disse que aquela situação, de discussão acalorada, era inaceitável e fui para o quarto. Neste momento, ela me empurrou e eu tentei fechar a porta para não prolongar a discussão”, garantiu advogado.

Neste período em que estará afastado, a OAB de Mato Grosso será presidida pela advogada Gisela Cardoso. 
 
Confira o comunicado na íntegra
"Minhas amigas e meus amigos, como sabem, a última semana foi muito dura para mim e minha família. Uma discussão de casal acabou se tornando pública, com contornos e versões que precisam ser melhor apurados. Como sabem, tomei o cuidado de protocolar perante a OAB-MT um expediente para que a entidade analise o caso e decida como entender mais adequado. 

Feito isso, informo que na última sexta-feira (29/05/2020) protocolei perante à diretoria da OAB-MT um pedido de licença da Presidência da instituição por 30 dias, para tratar de assuntos particulares. A OAB-MT, neste período, será Presidida pela Vice-Presidente Gisela Cardoso, com apoio dos demais diretores, com as orientações do Conselho Seccional. Espero, sinceramente, que tudo se esclareça".

Saiba mais
Presidente da OAB-MT divulga nota e nega agressão
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet