Cuiabá, domingo, 12/07/2020
03:20:53
informe o texto

Notícias / Política

03/06/2020 às 17:00

Medeiros denuncia à PGR Felipe Neto, Boulos e deputados por apoio a protestos violentos

O parlamentar destacou que os denunciados praticaram crime contra a segurança nacional ao apoiar movimento Antifa

Camilla Zeni

Medeiros denuncia à PGR Felipe Neto, Boulos e deputados por apoio a protestos violentos

Foto: Luis Macedo/Agência Câmara

O deputado federal por Mato Grosso José Medeiros (Podemos) denunciou à Procuradoria-Geral da República o ex-candidato à Presidência da República, Guilherme Boulos (Psol), e o youtuber Felipe Neto por supostamente terem praticado crime contra a segurança nacional. 

Segundo o parlamentar, os denunciados agiram no sentido de incentivar a realização de manifestações violentas, que resultaram inclusive em agressões contra a polícia e outros manifestantes. 

A informação consta em ofício assinado no dia 1º de junho, no qual o deputado pediu a abertura de um inquérito para apurar a denúncia. O documento foi protocolado nesta terça-feira (2). À PGR ele também apontou como participantes do movimento os deputados federais Glauber Braga e Sâmia Bonfim, ambos do Psol.

Bolsonaristas x Antifa

José Medeiros destacou à PGR que no dia 31 de maio, último domingo, houve diversas manifestações políticas no país, que adotaram posicionamentos contrários. 

De um lado, afirmou o deputado, foram manifestações favoráveis ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) - do qual ele é vice-líder na Câmara dos Deputados. Esse movimento envolveu a participação de crianças e idosos, mas não registrou confrontos com a polícia ou depredação de patrimônio público, segundo sua observação.

No entanto, por outro lado, o movimento denominado Antifa, que seria composto majoritariamente por membros de torcidas organizadas, promoveu "cenas de barbárie" na Avenida Paulista, em São Paulo, onde a manifestação contra o governo e declarações fascistas ocorreram. 

"Tais cenas foram aterrorizantes e demonstram a vontade desse grupo em promover processos violentos para alteração da ordem política social, bem como a incitação à luta com violência entre as classes sociais, o que fere claramente a lei de segurança nacional em seu art. 23.", garantiu Medeiros. 

O deputado observou ainda a participação direta de Glauber Braga e Sâmia Bonfim, que foram denunciados pelo mesmo caso pelos também deputados federais Eduardo Bolsonaro e Douglas Garcia, ambos do PSL.

"É impensável que deputados federais participem de movimentos violentos que tiveram como resultado agressões à polícia e a manifestantes pacíficos que já estavam na Avenida Paulista", avaliou o parlamentar. 

Em relação a Felipe Neto, ao qual Medeiros já havia antecipado que iria denunciar à Procuradoria-Geral da República, o deputado destacou que ele teria exaltado e comemorado o movimento de violência. Disse ainda que Felipe publicou imagens do movimento Antifa nas redes sociais, dizendo que "'não se dialoga com fascista' e que se deve fazer o que for preciso". 

Medeiros observou também que o youtuber teria feito propagandas das manifestações violentas em suas redes sociais. A mesma acusação é feita contra Boulos, que teria postado no Twitter imagens do movimento e demonstrado "apreço pelo ato, afirmando ter orgulho".

"Tais posturas não podem ser consideradas democráticas, uma vez que visam apenas o caos social para tentarem tomar um poder que foi dado ao Presidente da República pela maioria do povo brasileiro. É preciso que se estabeleça limites e que as pessoas ligadas à oposição aprendam a perder eleições e respeitar o voto da maioria do povo brasileiro. Aprender a perder também é democracia, não incitar violência e depredação de patrimônio público é civilidade", finalizou Medeiros em seu pedido.

O requerimento do deputado ainda está pendente de análise na PGR.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet