Cuiabá, quarta-feira, 12/08/2020
03:13:46
informe o texto

Notícias / Política

11/06/2020 às 17:46

Botelho recebe setor empresarial e assegura antecipação de 13º salário

Já falei com o primeiro-secretário Max Russi e determinei que sejam pagos a todos servidores 50% do 13º salário para ajudar na retomada do comércio", disse Botelho

Leiagora

Botelho recebe setor empresarial e assegura antecipação de 13º salário

Foto: Assessoria/AL

Preocupados com a crise que assola a economia de Mato Grosso, representantes empresariais solicitaram e a Assembleia Legislativa antecipará parte do 13º salário dos seus servidores, no próximo mês. A ação representa um alívio ao setor, que sofre reflexos bruscos ocasionados pela paralisação das atividades no combate à pandemia do coronavírus. Contudo, o atendimento online deverá ter prioridade para garantir o isolamento social.

A garantia foi dada pelo presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho (DEM), durante reunião, nesta terça-feira (09), com presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá - CDL, Nelson Soares Junior; presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso - Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, diretor da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Mato Grosso (Facmat), Raul Homem Moreira de Carvalho e com os deputados Carlos Avallone, presidente do Observatório Socioeconômico da Casa de Leis e Wilson Santos.

“Já falei com o primeiro-secretário Max Russi e determinei que sejam pagos a todos servidores 50% do 13º salário para ajudar na retomada do comércio nesse momento de crise. Também trabalhamos para ajudar os pequenos empresários, através da Desenvolve MT, para que tenham condições de retomar o mercado de trabalho com acesso à linhas de créditos”, afirmou Botelho, ao destacar a importância de manter, com rigor, os cuidados necessários para se proteger da Covid-19, como uso de máscaras e outros EPIs.

Satisfeitos com o empenho dos deputados, os representantes agradeceram a ação, que segundo eles, vai impulsionar o setor comercial. “Viemos falar com o presidente Eduardo Botelho sobre a necessidade de retomada do comércio com uma injeção de recursos. Junto com todas as entidades, solicitamos ao presidente que antecipe uma parte do 13º salário dos colaboradores da Assembleia Legislativa, ele nos deu a grata satisfação de nos comunicar que a partir de julho vai liberar 50% do 13º de todos colaboradores. Isso vai ser uma injeção em torno de R$ 10 milhões na baixada cuiabana, em todo comércio. Agradecemos o empenho do presidente e demais deputados”, afirmou José Wenceslau.

Da mesma forma, Raul Carvalho e Nelson Junior ressaltaram a decisão. “É importante unirmos esforços no sentido de tentar oxigenar a economia no momento de retomada das atividades empresariais. Os deputados, extremamente solícitos e interessados no desenvolvimento do comércio do nosso estado, prontamente analisaram e nos deram essa bela notícia que vai resultar numa oxigenação do comércio. Com o salário mais o adiantamento, somente a Assembleia colocará no mercado, em julho, R$ 22 milhões, uma parcela representativa de recursos”, disse Nelson.

O deputado Wilson Santos listou as inúmeras ações que a ALMT vem realizando para ajudar o governo do estado a enfrentar a pandemia. “Essa não é a primeira ação no sentido de atender a sociedade. Foi assim na ampliação do Hospital Metropolitano, foi assim para atender a Santa Casa de Misericórdia, foi assim nas dezenas de leis aprovadas para o combate à Covid-19. E, mais uma vez, a Assembleia atende aos reclames da sociedade”.

Avallone concluiu lembrando que os cortes nos gastos da Casa de Leis resultaram em economia significativa para ajudar o estado. “A Assembleia foi a primeira de todos os poderes a cortar despesas e devolveu recursos ao Executivo; ajudou hospitais e estamos atentos, agora, também para a retomada da Desenvolve MT, para atender pequenos e microempresários”, destacou o presidente do Observatório Socioeconômico.

 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet