Cuiabá, sábado, 11/07/2020
16:42:31
informe o texto

Notícias / Judiciário

25/06/2020 às 08:00

Em interrogatório, madrasta de Mirella permanece em silêncio

Em aproximadamente um mês, juiz deve proferir a sentença de pronúncia, dizendo se o processo vai ou não a Júri Popular

Eduarda Fernandes

Em interrogatório, madrasta de Mirella permanece em silêncio

Mirella Chue

Foto: Arquivo pessoal

Jaira Gonçalves Arruda, madrasta e principal suspeita de envenenar e causar a morte da menina Mirella Poliana Chuê de Oliveira, 11, em junho do ano passado, usou o direito de permanecer em silêncio durante interrogatório realizado na tarde desta quarta-feira (24). Devido à pandemia do novo coronavírus, a audiência ocorreu por videoconferência.

O juiz Jurandir Florêncio de Castilho Júnior, titular da 14ª Vara Criminal de Cuiabá, permaneceu em seu gabinete, os advogados em seus escritórios e Jaira no presídio feminino Ana Maria do Couto May, na Capital, onde está desde setembro do ano passado.

Como não houve pedidos de diligências, foi encerrada a fase de instrução processual. Dentro de aproximadamente um mês, o magistrado deve proferir a sentença de pronúncia, dizendo se o processo vai ou não a Júri Popular.

“Os elementos de autoria e materialidade estão devidamente fundamentados, e muito bem fundamentados dentro dos autos. E a motivação também. Eu não tenho nenhuma dúvida de que ela será pronunciada, mesmo porque, na dúvida, em se tratando de matéria de delito contra a vida, dolosamente falando, a competência para dirimir qualquer dúvida é do povo e o povo é o Tribunal do Júri", explicou o advogado
Luciano Augusto Neves, que representa da família de Mirella.

Ele afirma ainda não ter 
nenhuma dúvida de que o Poder Judiciário, assim que receber os memoriais, irá pronunciar Jaíra Gonçalves e destaca que o objetivo é conseguir justiça por Mirella. 

"Vamos trabalhar com muita precaução, respeitando todos os prazos, direito da ampla defesa e do contraditório, porque o objetivo final é levar ela ao Tribunal do Júri e Justiça a ser feita pela morte brutal e cruel da menina Mirella”, finaliza. 
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet