Cuiabá, quarta-feira, 12/08/2020
03:20:10
informe o texto

Notícias / Geral

26/06/2020 às 17:39

Taxa de ocupação de UTI da rede privada é de 100% para covid-19

Para as demais comorbidades a taxa de ocupação já está em 70%.

Alline Marques

Taxa de ocupação de UTI da rede privada é de 100% para covid-19

Foto: Christiano Antonucci/Secom-MT

A taxa de ocupação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) específicos para tratamento Covid-19 nos hospitais particulares em Cuiabá chegou hoje a 100% da sua capacidade.  Para as demais comorbidades a taxa de ocupação já está em 70%. A informação é do Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso (Sindessmat).

A situação é preocupante, porque também é bem no dia que o governo do Estado informou que a rede pública já atingiu 90% da sua capacidade. A Prefeitura de Várzea Grande também emitiu nota informando que tem 41 pacientes aguardando leito de UTI. 

Em nota, as entidades privadas informaram que desde o início desenvolveram um plano de enfrentamento à covid-19 focado na eficiência em gestão. Dentre as principais ações estão: treinamento contínuo das equipes; aumento na rigidez dos protocolos de segurança do paciente  e ampliação dos leitos para atender a demanda por leitos hospitalares.

Entretanto, essa ampliação não pôde ser maior em razão da crescente no número de afastamentos de trabalhadores de saúde com suspeita ou confirmação do Covid-19. A falta de capital humano impede o aumento no número dos leitos. Isso impossibilita que o Hospital consiga ampliar ou otimizar a sua  capacidade operacional. 

Este dilema também é vivido na rede pública, que além dos afastamentos, também tem dificuldade de encontrar mão de obra para atender à demanda que vem crescendo num ritmo alarmante já nas últimas semanas. 

O Sindessmat manifestou ainda apoio às medidas mais rígidas de isolamento e espera que estas ações possam reduzir a curva de contágio e por consequência a demanda por UTI. "A população precisa estar alerta e ciente das dificuldades por leitos hospitalares públicos ou privados na Capital", diz trecho da nota.

Os profissionais de saúde das unidades privadas rogam para que a população cuiabana cumpra de forma mais rigorosa as medidas de isolamento social.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet