Cuiabá, quarta-feira, 15/07/2020
01:33:37
informe o texto

Notícias / Política

29/06/2020 às 10:33

Com UTIs lotadas, Pinheiro adia inauguração de novos leitos em Cuiabá

A expectativa era de que o Executivo Municipal inaugurasse 20 novos leitos de UTI nessa semana, conforme prometido na semana passada.

Kamila Arruda

Com UTIs lotadas, Pinheiro adia inauguração de novos leitos em Cuiabá

Foto: Assessoria

Com 100% dos leitos de Unidades de Terapia Intensivas (UTI) destinados a pacientes com coronavírus lotados, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) adiou abertura de novos leitos por falta de mão de obra e equipamentos necessários. 

A expectativa era de que o Executivo Municipal inaugurasse 20 novos leitos de UTI nesta semana, conforme prometido na semana passada. No entanto, na noite des domingo (28), o emedebista anunciou que não seria possível, e afirma que espera concretizar a instalação dos novos leitos na próxima semana.

De acordo com Pinheiro, Cuiabá já conta com 20 respiradores instalados no Hospital de Referência à Covid-19 (antigo pronto-socorro). Os leitos, contudo, ainda não podem ser disponibilizados por falta de bombas de infusão, equipamento necessário para o funcionamento da UTI.

Isto porque, cada respirador necessita de, ao menos, três 3 bombas de infusão para funcionar normalmente. O prefeito afirma que tenta adquirir o equipamento há quase um mês, mas não encontra no mercado.

Por conta disso e do alto índice de ocupação dos 95 leitos de UTI’s exclusivos para Covid-19 já existentes na rede municipal, ele faz um apelo ao governo do Estado para aquisição das bombas.

“Para abrir esses leitos precisamos de 60 bombas de infusão imediatamente. Já fizemos o processo desde o início do mês, estamos em busca. Há uma dificuldade que não é só de Cuiabá, é do Brasil inteiro. Essa dificuldade está no mundo inteiro e o Brasil não foge a regra. Então, eu aproveito para fazer um apelo ao Governo do Estado, às autoridades em geral, às empresas privadas. Quem tiver condições de viabilizar, seja para compra ou por doação, 60 bombas de infusão para a Prefeitura de Cuiabá, por favor, entre em contato conosco”, suplicou pela rede social. 

Além disso, Cuiabá ainda sofre com o desfalque na equipe de profissionais de saúde. Conforme dados fornecidos pelo Executivo Municipal, atualmente mais de 1,5 mil servidores da saúde estão afastados do trabalho por fazerem parte do grupo de risco.

Destes, cerca de 600 atuam na linha de frente, ou seja, no contato direto com os pacientes, sendo eles médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e técnicos de enfermagem. Atualmente, a rede municipal de Saúde já conta com 95 leitos de UTI exclusivos para tratamento da Covid-19, sendo 55 no Hospital Referência e 40 no Hospital São Benedito. 

Conforme boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde neste domingo (28), todos os leitos estão ocupados. A capital tem 3570 casos confirmados de covid-19 e 159 óbitos. Além disso, são 516 internados, destes 151 são residentes de outras cidades. 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet