Cuiabá, terça-feira, 14/07/2020
23:55:54
informe o texto

Notícias / Esporte

29/06/2020 às 17:19

FMF alega que prefeitura não apresentou documentos que comprovem venda do Dutrinha

Registros do cartório demonstram que estádio ainda pertence a Federação

Leiagora

FMF alega que prefeitura não apresentou documentos que comprovem venda do Dutrinha

O estádio está em obra e já teve a inauguração adiada várias vezes

Foto: Gustavo Duarte

Há um mês a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) notificou a Prefeitura de Cuiabá, por meio do procurador-geral do Município, Marcus Brito, para que apresente documentos que comprovem a venda de maneira legal do Estádio Eurico Gaspar Dutra para o município de Cuiabá, em 2011, e até o presente momento, não obteve resposta.

Informações extraoficiais apontam que o Palácio Alencastro também não encontrou documentos que comprovem a venda do estádio para a Prefeitura. Em uma busca no cartório, o estádio ainda pertence a instituição, assim como a mesma continua pagando IPTU para o município do imóvel.

De acordo com a notificação, após realização de auditoria interna da FMF, não foram encontradas na instituição documentos que detalhem a transação, em especial se os valores foram quitados e de que forma foram pagos. “Em verdade, sequer se tem conhecimento da situação jurídica do imóvel”, diz trecho do documento.

Questionada sobre quais ações a Federação vai tomar daqui em diante, a assessoria de imprensa reforçou que em nenhum momento a instituição deseja entrar em um embate jurídico com a prefeitura, mas quer saber a realidade dos fatos em relação ao Dutrinha, e esclarecer se o estádio foi realmente vendido corretamente, e se foi vendido.

“Portanto, a FMF somente está requerendo acesso aos documentos e informações que estão em posse do município de Cuiabá, com muito respeito e diálogo, já que na instituição quase nada foi encontrado, inclusive se houve pagamento ou não do estádio para ele ser desapropriado”, afirmou.

O estádio foi vendido em 2011, ainda na gestão do ex-presidente Carlos Orione. O prefeito de Cuiabá na época era Júlio Pinheiro, do PTB, que tinha assumido de forma interina. Ambos já são falecidos.

Clique AQUI e confira a escritura

Outro lado 

Em nota, a Procuradoria Geral do Município informa que recebeu o pedido da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) de apresentação de documentos de compra do Estádio Eurico Gaspar Dutra e que, no momento, possui equipe trabalhando na reunião de toda a documentação pertinente ao caso e, assim que oportuno, irá apresentá-la para a Federação, imprensa e sociedade, de maneira transparente.


 
Assessoria FMF

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet