Cuiabá, domingo, 09/08/2020
01:41:38
informe o texto

Notícias / Judiciário

03/07/2020 às 17:40

Ex-primeira dama, Roseli Barbosa se torna ré por desvio de recursos da Setas

Além dela, outras quatro pessoas e uma empresa foram denunciadas pelo esquema, orquestrado entre 2012 e 2014

Camilla Zeni

Ex-primeira dama, Roseli Barbosa se torna ré por desvio de recursos da Setas

Foto: Mayke Toscano/Secom-MT

A ex-primeira dama de Mato Grosso, Roseli Barbosa, tornou-se ré em uma ação que julga um esquema de desvio de recursos no governo do Estado, durante a gestão de seu marido, o ex-governador Silval Barbosa. A denúncia, feita pelo Ministério Público do Estado (MPE), foi recebida pela juíza Célia Regina Vidotti, da Vara de Ação Civil Pública e Popular de Cuiabá, na quinta-feira (2).

Apesar de tramitar em sigilo, o Leiagora confirmou que a ação é referente a contratos firmados na Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas), quando Roseli chefiava a Pasta. 

Em relação aos esquemas, o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) deflagrou duas operações, sendo elas a Arqueiro, em 2013, e a Ouro de Tolo, em 2014.

Conforme a publicação do processo, além de Roseli, também são réus na ação Rodrigo de Marchi, Jean Estevan Campos Oliveira, Vanessa Rosin Figueiredo, Ricardo Mário Ceccarelli, e o Instituto de Desenvolvimento Profissional do Brasil (Indesp), representado por Ricardo Eccarelli.

Paulo César Lemes, que é delator do esquema, também foi denunciado nessa ação.

De acordo com as investigações, a ex-primeira dama seria líder do esquema que teria desviado mais de R$ 8 milhões da Pasta. O crime era cometido por meio de convênios firmados com instituições sem fins lucrativos de fachada. Essas "empresas" superfaturavam os valores dos serviços que eram prestados com má qualidade ou sequer eram executados. 

Roseli chegou a ser presa em 2015, no âmbito da Operação Ouro de Tolo. Contudo, conseguiu habeas corpus em menos de uma semana, por decisão do Superior Tribunal de Justiça. Na época, Silval ainda era governador do estado.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet