Cuiabá, quarta-feira, 12/08/2020
03:16:01
informe o texto

Notícias / Variedades

04/07/2020 às 12:18

Mesmo com protestos, Netflix vai manter 365 Dias no catálogo

O filme é acusado de glamorizar o tráfico sexual e o estupro. Cantora Duffy escreveu carta aberta ao CEO da empresa

Luiz Prisco do Metrópoles

Mesmo com protestos, Netflix vai manter 365 Dias no catálogo

Filme 365 Dias

Foto: Reprodução

Netflix confirmou, nessa terça-feira (3/7), que continuará a disponibilizar o filme polonês 365 Dias, que traz cenas explícitas de sexo. O serviço de streaming vem enfrentando resistência de parte do público, que acusa o longa de glamorizar tráfico sexual, sequestro e estupro.

Uma das vozes ativas no protesto é a cantora britânica Duffy, que publicou uma carta aberta ao CEO da Netlix, Reed Hastings, pedindo a saída do filme do catálogo. O longa é baseado na trilogia da polonesa Blanka Lipinska.

“Fico triste que a Netflix ofereça espaço para tal tipo de cinema, que erotiza o sequestro e distorce a violência sexual”, afirmou Duffy.

O filme, descrito como um drama erótico, ganhou fama por conta das cenas explícitas de sexo. No longa, Laura Biel é aprisionada pelo mafioso Massimo, que dá 365 dias apra a refém se apaixonar por ele.

À Reuters, um porta-voz da Netflix disse que o filme não vai sair do catálogo e que ele tem a classificação indicativa correta para obras que tenham sexo, nudez e violênica.

“Acreditamos fortemente em oferecer aos nossos membros em todo mundo mais escolhas e controle sobre a experiência de assistir à Netflix”, afirmou o porta-voz da empresa.
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet