Cuiabá, sexta-feira, 07/08/2020
04:57:19
informe o texto

Notícias / Geral

08/07/2020 às 18:56

Municípios com alto risco de contaminação são responsáveis por 75% dos casos em MT

Levantamento também apontou que as três principais cidades somam 57% do total de óbitos

Camilla Zeni

Municípios com alto risco de contaminação são responsáveis por 75% dos casos em MT

Foto: Ueslei Marcelino/reuters

Dos 141 municípios de Mato Grosso, 29 deles foram classificados como locais de alto risco de contaminação da covid-19, de acordo com o governo do Estado. Segundo o levantamento feito pela reportagem do Leiagora, juntos eles representam 75% do total de casos já diagnosticados no estado.

A classificação de risco passou a ser adotada pelo governo no dia 12 de junho, com base na incidência de infecção em relação aos habitantes da região. Dessa forma, o Estado poderia recomendar medidas a serem adotadas para cada cidade, com base nas características de risco. Nos casos mais extremos, como os de “risco muito alto”, chega a ser recomendada a adoção da quarentena obrigatória. 

Segundo o governo, a lista, que costumava ter, em média, 22 cidades, cresceu para 29 nos últimos dias. E se engana quem pensa que apenas os maiores municípios foram assim classificados. Nessa relação entrou, por exemplo, Cláudia, uma cidade de 12 mil habitantes localizada 570 km ao norte de Cuiabá.  

Cláudia, aliás, é o município com alto risco de contaminação da covid-19 com o menor número de casos registrado: foram 87. Lá, porém, uma morte já foi registrada e apenas 10 pessoas são consideradas recuperadas da doença. 

Apesar disso, juntos, todos os 29 municípios representam 75% do total de casos diagnosticados em Mato Grosso, sendo responsáveis por 16.650 pessoas infectadas. Quando se fala em mortes, são  79%, somando 684 vidas perdidas para a doença.

Esse número expressivo é puxado, principalmente, em razão das grandes cidades, que possuem altos índices de diagnóstico e mortes pela doença. Na relação, encabem os municípios de Cuiabá (5.191 casos de covid-19), Várzea Grande (1.678) e Rondonópolis (1.523). Somente os três, juntos, representam 57% do total de óbitos no estado.

Abaixo, confira a relação de cidades consideradas de alto risco, o número de casos diagnosticados até segunda-feira (6) e o número de óbitos:

Cuiabá - 5.191 casos, 262 mortes,
Várzea Grande - 1.678 casos, 160 mortes,
Rondonópolis - 1.523
casos, 72 mortes,
Sorriso - 1.021 casos, 17mortes,
Lucas do Rio Verde - 965 casos, 16mortes,
Primavera do Leste - 827
 casos, 17 mortes
Cáceres - 388 casos, 18 mortes,
Tangará da Serra - 855
 casos, 11 mortes,
Pontes e Lacerda - 488
 casos, 22 mortes,
Nova Mutum - 546
 casos, 14 mortes,
Peixoto de Azevedo - 234 
casos, 2 mortes,
Guarantã do Norte - 204
 casos, morte,
Matupá - 254
 casos, 2 mortes,
Sinop - 586
 casos, 29 mortes,
Querência - 245 casos, 6
mortes 
Vila Bela da Santíssima Trindade - 162
 casos, 5 mortes,
Poxoréo - 134
 casos, morte,
Sapezal - 265
 casos, 3 mortes,
Chapada dos Guimarães - 115
 casos, 4 mortes,
Cláudia - 87
 casos, morte,
Campo Novo do Parecis - 278
 casos, mortes,
Marcelândia - 159
 casos, nenhuma morte,
Rosário Oeste - 132
 casos, mortes,
Mirassol D’Oeste - 93
 casos, 1 morte
Poconé - 121 casos, mortes,
Alto Garças - 75
 casos, nenhuma morte
Água Boa - 126 casos, 3 mortes,
Pedra Preta - 169 casos, 3
mortes; e
Colíder - 253
 casos e mortes.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet