Cuiabá, segunda-feira, 21/09/2020
15:18:30
informe o texto

Notícias / Geral

24/07/2020 às 13:04

Cacique Raoni tem melhora no quadro infeccioso

Ainda hoje, Raoni passa por nova tomografia de tórax e novos exames laboratoriais.

Leiagora

Cacique Raoni tem melhora no quadro infeccioso

Foto: Reprodução

Novos exames laboratoriais do Cacique Raoni evidenciaram melhora no quadro infeccioso, conforme o boletim clínico desta sexta-feira (24), assinado pelos médicos do Hospital Dois Pinheiros, Douglas Yanai e Fernanda Quinelato. 

Já o exame de colonoscopia realizado na quarta-feira (22) e que indicou inflamação intestinal ainda aguarda confirmação da análise da biópsia. Ainda hoje, Raoni passa por nova tomografia de tórax e novos exames laboratoriais.  

Segundo o médico Dr Douglas Yanai, o líder indígena passou a noite bem, sem febre, com a pressão arterial controlada e sem mais anormalidades. “Ele já conversa de forma mais ativa com a equipe médica e manifesta sua ansiedade em voltar para o lar. Trabalhamos com a possibilidade de alta nos próximos dias, mas dependemos dos novos resultados dos exames”, pontua Yanai.
                                           
Na terça-feira (21) os médicos precisaram trocar a medicação do cacique para o tratamento da infecção intestinal. Exames cardiológicos e pneumológicos de rotina detectaram fibrilação atrial crônica e enfisema de longa data, mas sem relação com as infecções e as úlceras que estão sendo tratadas. A equipe médica iniciou medicação para diminuir o risco de trombose que pode acontecer por causa da fibrilação atrial. 

Raoni permanece ainda em tratamento para as úlceras gástricas e quadro infeccioso com dieta hipercalórica e hiperprotéica.

Um breve histórico do paciente e informações sobre o Hospital Dois Pinheiros

O líder do povo Kayapó, Raoni Metuktire, tem 89 anos em registro e está internado desde sábado (18) no Hospital Dois Pinheiros, na cidade de Sinop, região Centro-Oeste do país, Norte de Mato Grosso e localizada a 200 km do Parque Indígena do Xingu, onde reside o cacique.

Há três anos o hospital realiza, em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), a Expedição Xingu, onde profissionais da saúde e acadêmicos levam atendimentos nas áreas de oftalmologia, pediatria, geral e prevenção ao alcoolismo ao parque indígena.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet