Cuiabá, sexta-feira, 18/09/2020
10:30:02
informe o texto

Notícias / Esporte

08/09/2020 às 10:22

Goleiro Bruno dá sua versão sobre a morte de Eliza: “Não sou o mandante”

O jogador afirmou ao Conexão Repórter dessa segunda que existem erros no processo que o condenou e que dorme com a consciência tranquila

DO METRÓPOLES

Goleiro Bruno dá sua versão sobre a morte de Eliza: “Não sou o mandante”

Foto: Reprodução

De volta aos gramados desde o mês passado, o goleiro Bruno busca esquecer o passado. Para isso, afirma dormir com a consciência tranquila todos os dias e garante: “Para a prisão eu não volto”.

Em entrevista ao Conexão Repórter dessa segunda-feira (7), no SBT, o camisa 1 reclamou ao jornalista Roberto Cabrini que nunca o deixaram falar sua versão sobre o assassinato de Eliza Samúdio. Bruno foi condenado a 22 anos e três meses de prisão pelo homicídio triplamente qualificado da modelo, além do sequestro e cárcere privado do filho que teve com ela.

“Sempre tentei falar meu lado da história, mas nunca me deram voz”, questiona o goleiro. Ao ser perguntado pelo jornalista qual é o seu lado, ele garante: “Eu não sou o mandante”.

Bruno também afirmou que não precisa pedir perdão a mais ninguém. “Todas as pessoas que pedi perdão já me perdoaram. Eu durmo com minha consciência tranquila.”

O goleiro do Rio Branco-AC está liberado pela Justiça para trabalhar desde julho de 2019, quando conseguiu a progressão para o regime semiaberto. Na entrevista dessa segunda, ele garante que o processo que o condenou está cheio de falhas.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet