Cuiabá, quinta-feira, 22/10/2020
19:03:53
informe o texto

Notícias / Agro e Economia

18/09/2020 às 15:58

United Airlines alerta para risco de corte de 16 mil empregos caso não tenha ajuda

Eles estimam que a demanda de passageiros deve ficar 70% abaixo dos níveis de 2019 durante todo o ano de 2020

Leiagora

United Airlines alerta para risco de corte de 16 mil empregos caso não tenha ajuda

Foto: Reuters Chris-Helgren

Em carta endereçada ao secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, e a lideranças no Congresso americano, o CEO da United Airlines, Scott Kirby, alertou que a aérea poderá ter que cortar até 16 mil empregos caso o governo e o Legislativo não aprovem novo pacote de apoio financeiro ao setor. O documento também é assinado por representantes sindicais.

O texto destaca que estimativas apontam que a demanda de passageiros deve ficar 70% abaixo dos níveis de 2019 durante todo o ano de 2020, com a receita 85% menor. "Como líderes empresariais e sindicais da United, trabalhamos juntos para chegar a acordos importantes para reduzir o impacto sobre os funcionários tanto quanto possível, mas sem apoio governamental adicional novas licenças involuntárias serão inevitáveis", alerta.

Os representantes da companhia acrescentam que, quando o primeiro pacote de ajuda foi aprovado, em março, havia expectativa de que a pandemia fosse uma crise temporária. No entanto, segundo eles, a evolução do novo vírus mostrou que a indústria da aviação só retomará o vigor do ano passado quando uma vacina contra a covid-19 for distribuída. "A assistência agora poderia ajudar a diminuir o impacto de longo prazo impacto na economia e, em última instância, acelerar a recuperação", pontuam.

A missiva lembra da importância do setor para a atividade econômica e faz um apelo: "Quanto mais cedo o Congresso e a administração puderem se reunir novamente e chegar a um acordo, melhores serão as chances para United e toda a indústria de manter os funcionários e retornar os benefícios econômicos que oferecemos para a economia em geral".

A carta é enviada em um contexto no qual democratas e republicanos encontram dificuldades para chegar a um acordo quanto à dimensão de um novo pacote fiscal. As negociações seguem travadas há mais de um mês, enquanto o governo critica os esforços da oposição para implementar uma legislação robusta.
Estadão Conteúdo

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet