Cuiabá, quinta-feira, 26/11/2020
08:18:01
informe o texto

Notícias / Polícia

20/10/2020 às 07:10

Após um ano de sumiço, mãe de menino Samuel ainda sonha em encontrá-lo vivo

Samuel tinha 9 anos quando sumiu após pular o muro da casa da avó para brincar na rua

Luzia Araújo

Após um ano de sumiço, mãe de menino Samuel ainda sonha em encontrá-lo vivo

Foto: Reprodução

Um menino carinhoso, alegre, sorridente e que desde pequeno fazia amizade facilmente com quem passava na rua. Foi assim que Anelise da Silva Gomes, mãE de Samuel Victor Carvalho, descreveu o filho que está desaparecido há quase um ano. O sumiço do pequeno, à época com 9 anos, vai completar 12 meses na próxima terça-feira (20) e o seu paradeiro ainda é um mistério para a família e a polícia. 

A jovem mãe, de 24 anos, relatou que os dias sem Samuel parecem uma eternidade e ao ser questionada sobre como é viver sem o primeiro filho, ela quase não consegue responder, relatando apenas que “a saudade é enorme e que está sendo muito difícil viver sem ele”.   

Anelise disse que espalhou fotos do menino pela cidade de Rondonópolis e região em busca de alguma informação que ajudasse encontrar a criança, que desapareceu após pular o portão de casa da avó no bairro Jardim Iguaçu para brincar na rua. Porém, todo o esforço ainda não deu resultado e a família sofre com a ausência de Samuel. 

“Espalhamos fotos dele nos comércios, pontos de ônibus, postes de energia e locais com grande concentração de pessoas, para ver se recebíamos alguma informação sobre ele, mas ainda não conseguimos nada. Todo mundo que chega falando que viu uma criança parecida com o meu filho, passo para a polícia e o investigador vai ver se é ele mesmo, mas sempre não é”. 



A mãe contou que a informação mais recente foi que um menino semelhante a Samuel estaria na cidade de Campo Verde, onde policiais civis estiveram, porém, não era a criança. Apesar das buscas ainda não terem dado certo, a família não perdeu a esperança de encontrar Samuel vivo. 

Anelise disse que não tem inimizade ou briga com ninguém e acredita que quem levou o filho dela não seja da cidade. A mãe disse também que cobra da polícia uma resposta sobre o sumiço, mas segundo ela “eles não têm uma linha de investigação”. 

“Moramos aqui há 16 anos. Crescemos e brincávamos na rua. Nunca imaginávamos que isso aconteceria conosco. Ele pulou o portão para brincar na rua e foi quando pegaram ele. Era costume dele pular o portão, mas eu não tinha medo de alguém pegá-lo, porque aqui nunca teve isso. Meu medo era de o portão cair sobre ele e machucá-lo. Nunca imaginamos que isso vai acontecer com a gente”, relatou. 

Quando Anelise engravidou de Samuel, ela morava com a mãe Lucineide Pinto da Silva Blass, e a pedido da avó deixou o menino com ela quando resolveu sair de casa depois de se casar. A avó materna foi a última pessoa que viu Samuel antes dele desaparecer. Hoje ela sofre de depressão devido à ausência do neto e toma remédios controlados.

Com o desaparecimento do filho, Anelise voltou para a casa da mãe, onde sonha reencontrar Samuel para apresentar a irmã mais nova, Ana Heloísa, nome escolhido por ele antes de desaparecer.  

“Nunca senti que ele está morto. Eu sinto que meu filho está vivo e espero que ele volte logo para casa para acabar com esse sofrimento e angústia. Peço para quem está com ele que devolva o meu filho e se alguém o viu, chame a polícia e nos ajude a encontrá-lo”. 



A investigação

Por meio da assessoria de imprensa da Polícia Civil, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) de Rondonópolis informou que em relação ao desaparecimento do menino Samuel o inquérito continua em andamento.

“Nas investigações foram ouvidas diversas testemunhas sobre os fatos, incluindo vizinhos, familiares, conhecidos da igreja que a vítima frequentava, profissionais da escola onde o menor estudava. Também foram realizadas medidas de Polícia Judiciária na tentativa de esclarecer os fatos, contudo até o presente momento não existem indícios da prática de outros crimes, portanto a Delegacia da Mulher continua trabalhando com a hipótese de desaparecimento”, disse trecho da nota.

A Polícia Civil afirmou que todas as informações e denúncias em relação ao caso que chegam à delegacia são objeto de investigação e checagem. “No final do mês de agosto, a equipe da DEDM foi até a cidade de Campo Verde para verificar informações recebidas sobre o possível paradeiro de Samuel, porém, a denúncia não se confirmou”. 

Por fim, a Polícia Civil disse que “continua trabalhando no caso e conta com apoio da população para que novas informações que possam auxiliar as investigações cheguem à unidade”. 


Quem tiver alguma informação que possa levar ao paradeiro de Samuel pode informar a Polícia Civil, com sigilo garantido, pelo Disque Denúncia 197 ou pelo telefone da delegacia (66) 99937-5462.

Núcleo de Pessoas Desaparecidas

Em 2019, o Núcleo de Pessoas Desaparecidas da DHPP de Cuiabá teve um percentual de 93% de esclarecimento nas ocorrências registradas no setor. Foram 876 casos de desaparecimentos registrados na unidade, sendo localizadas 816 pessoas. A maior parte dos casos foi registrada em Cuiabá e Várzea Grande.

A Polícia Civil de Mato Grosso criou neste ano um banco de dados, em uma página na internet, para divulgar informações e auxiliar na localização sobre pessoas desaparecidas no estado. A página https://desaparecidos.pjc.mt.gov.br reúne informações conforme as ocorrências registradas nas Delegacias da Polícia Civil no estado.

A nova ferramenta dá mais visibilidade e auxilia a população a colaborar para localização de pessoas que estão desaparecidas em diferentes cidades de Mato Grosso e também em outros estados.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet