Cuiabá, terça-feira, 27/10/2020
10:34:57
informe o texto

Notícias / Política

18/10/2020 às 11:33

Abandono do Hospital Júlio Muller é crime contra saúde, afirma Euclides

Obras do complexo hospitalar entre Cuiabá e Santo Antônio de Leverger começaram em 2012 e estão paralisadas desde 2014

Leiagora

Abandono do Hospital Júlio Muller é crime contra saúde, afirma Euclides

Foto: Assessoria

Com o aumento do número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, os hospitais públicos de Mato Grosso tiveram que se preparar para uma verdadeira guerra contra a doença. A quantidade de leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva se mostraram insuficientes para atender a demanda e, logo expôs a necessidade de maior atenção dos nossos políticos para a área da Saúde.
 
Por conta da pandemia, as cirurgias eletivas, aquelas que são agendadas, foram paralisadas, e agora, haverá retomada lenta e gradativa do procedimento. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 23 mil pessoas aguardam na fila para realização de uma cirurgia, segundo o último levantamento, só em Cuiabá são mais de nove mil pessoas na fila.
 
O candidato a senador por Mato Grosso, Euclides Ribeiro (Avante) acredita que essa situação poderia ser diferente, não fosse o descaso dos políticos com este importante pilar da nossa sociedade. "Não só pelas cirurgias eletivas que há muito tempo são um problema de saúde, mas principalmente na atuação no momento mais crítico da pandemia. A prova maior do descaso é a paralisação do novo Hospital Júlio Müller, desde 2104.  Com apenas 10% da obra executada segue com o futuro indefinido", dispara.
 
Para Euclides, o tema merece uma reflexão mais profunda, pela importância que um sistema de saúde pública tem para a população, e claro, pelo dia do médico, comemorado neste domingo (18).
 
"É impossível não pensar que poderíamos ter passado pela pandemia de uma forma melhor, sem perder tantas vidas se nossos políticos trabalhassem melhor e colocando o bem-estar da população como prioridade, assim como os profissionais da saúde fazem e fizeram nesta pandemia. Fico indignado em pensar na quantidade de vidas que poderiam ter sido salvas caso o novo Hospital Júlio Müller estivesse em pleno funcionamento, e mais ainda com o descaso com o dinheiro que já foi gasto na construção e vai se esvaindo com o passar do tempo e sem uma definição dos políticos que passaram pela gestão desde então", Euclides Ribeiro.
 
Inacabada
 
As obras do novo Hospital Universitário têm investimento previsto de R$ 116,5 milhões, sendo que metade dos recursos eram estaduais e metade federais, vindos do Ministério da Educação (MEC). Para a atual retomada das obras, R$ 96 milhões de recursos federais já estão assegurados.
 
Localizado no KM 16 da rodovia Palmiro Paes de Barros, entre a Capital e Santo Antônio de Leverger, a unidade poderá ser um dos maiores hospitais universitários do Brasil, com 58,5 mil metros quadrados somente de área construída. Ao todo o hospital contará com 228 leitos de internação, 68 leitos de repouso e 63 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), destes 25 para adultos, 18 voltados a atender crianças (pediátrico) e 20 recém-nascidos (neonatal). Além disso, o hospital contará ainda com 12 centros cirúrgicos, 85 consultórios, 45 salas de exame, 21 salas para banco de sangue e triagem e outras 53 salas administrativas.
Assessoria

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet