Cuiabá, quarta-feira, 02/12/2020
18:40:24
informe o texto

Notícias / Geral

26/10/2020 às 10:19

Detran-MT normatiza gratificação para atividade de fiscalização de trânsito

A Lei nº 10.914 de 1º de julho de 2019 foi publicada no Diário Oficial

Leiagora

Detran-MT normatiza gratificação para atividade de fiscalização de trânsito

Foto: Mayke Toscano/Secom-MT

Policiais militares, policiais civis e servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) que atuam na organização, coordenação e execução das ações especiais e integradas de fiscalização de trânsito passarão a receber gratificação de atividade voluntária.

A gratificação será concedida aos respectivos profissionais que atuarem de forma voluntária nas ações fora do horário normal de expediente ou das escalas de serviço regular, bem como nos feriados e finais de semana, na conveniência e necessidade da administração pública.

Nesta quinta-feira (22), o Detran-MT publicou no Diário Oficial do Estado a portaria n° 512/2020 normatizando a Lei nº 10.914 de 1º de julho de 2019, que institui a jornada de trabalho e cria a Gratificação de Atividade Voluntária de Fiscalização de Trânsito, no âmbito do Detran-MT.

Para o pagamento da gratificação o servidor deve respeitar o limite máximo estabelecido de oito participações mensais de no mínimo quatro horas e no máximo oito horas de atuação diária.

O Detran-MT repassará mensalmente ao Fundo Estadual de Segurança Pública (FESP) os valores destinados ao pagamento da gratificação, respeitando os percentuais estabelecidos na Lei Complementar nº 456, de 21/12/2011.

“A regulamentação da jornada extraordinária vai proporcionar um incremento das atividades de fiscalização de forma integrada com objetivo de reduzir os acidentes e fortalecer a segurança no trânsito de todos os cidadãos mato-grossenses”, destacou o presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos.

Lei Seca

O pagamento da gratificação é um anseio antigo dos integrantes das forças estaduais de segurança e de fiscalização que trabalham de forma integrada nas Operações Lei Seca, conforme ressalta a coordenadora do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), major PM Monalisa Furlan Toledo.

“Considerando que estas operações são realizadas contando com os esforços imensuráveis do efetivo especializado de cada instituição envolvida, a gratificação possibilitará uma expansão das operações na capital e também no interior do estado, a fim de atuar na prevenção e repressão aos crimes de trânsito, principalmente os que envolvem bebida alcoólica e direção, visando sempre preservar vidas”. 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet