Cuiabá, terça-feira, 24/11/2020
19:20:34
informe o texto

Notícias / Política

30/10/2020 às 11:06

Às vésperas da eleição, Lucimar anuncia obra de nova ETA para resolver problema da água

Nova unidade produzirá 780 milhões de litros por mês que atenderá 120 mil moradores de 72 bairros do grande Cristo Rei e adjacências. Segundo OMS cada cidadão necessita de 100 litros de água por dia.

Alline Marques

Às vésperas da eleição, Lucimar anuncia obra de nova ETA para resolver problema da água

Foto: Assessoria

A duas semanas da eleição, a prefeita Lucimar Campos (DEM) lançou oficialmente as obras da Estação de Tratamento e Distribuição de Água (ETA) na região do Grande Cristo Rei. A obra custará R$ 23,6 milhões e será realizada com recursos próprios do Tesouro Municipal.

A falta de água tem pautada a campanha eleitoral na cidade de Várzea Grande e o candidato da gestão da democrata, Kalil Baracat (MDB), vem sendo atacado pelos adversários com relação ao assunto. O lançamento da obra dá munição para o emedebista rebater os demais candidatos.

A expectativa é de que a ETA reforçará com 26 milhões de litros por dia ou 780 milhões de litros de água por mês o abastecimento de 120 mil moradores de 72 bairros do Grande Cristo Rei envolvendo ainda o Parque do Lago, Jardim Maringá, Alameda, Ponte Nova entre outros.


A expectativa é de que as obras da ETA Grande Cristo Rei sejam concluídas no primeiro trimestre de 2021 e permitirão que haja regularidade no atendimento com água e sem racionamento, mesmo com dificuldades como o período de estiagem.

As obras que serão executadas pelo Consórcio Cristo Rei – CTW SPE LTDA, formado pelas empresas Cápua e Tecwater que venceram a Concorrência Nacional realizada e que optou pelo menor preço e mais qualidade dos serviços a serem prestados.

Com a entrada em funcionamento da quarta ETA de Várzea Grande, as outras três, da Avenida Júlio Campos; Ulisses Pompeo e do Distrito de Passagem da Conceição, utilizarão suas captações e tratamento para reforçar a distribuição de todas as demais regiões e distritos da cidade.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (0MS), cada pessoa necessita até 110 litros de água por dia para consumo e higiene. “Com todas as unidades em pleno funcionamento teremos entre 83 milhões até 87 milhões de litros de água disponível, por dia, para atender a demanda da população e das empresas e indústrias. Levando-se em consideração a média de 100 litros por dia para cada um dos 287 mil habitantes de Várzea Grande, estaríamos falando em 28,7 milhões de litros dia, portanto, teremos para cada morador daqui, três vezes o volume considerado ideal pelas autoridades de saúde, portanto, um salto de qualidade”, ponderou a prefeita Lucimar. 

A prefeita Lucimar Campos disse que o problema de água de Várzea Grande é antigo, e na sua gestão não tem medido esforços para solucionar de vez o mesmo.

“Somente esta obra que autorizei o início das obras vai garantir o atendimento a toda a região do Grande Cristo Rei e adjacências, além da melhora no abastecimento de outras regiões”, disse a prefeita.

Os 120 mil moradores da região do Grande Cristo Rei que serão beneficiados com a nova ETA, atualmente são abastecidos com água captada, tratada e distribuída pelas outras duas ETAs das Avenidas Júlio Campos e Ulisses Pompeo, que a partir do funcionamento desta nova unidade terão seus volumes que são de 300 litros/por segundo ou 26 milhões de litros por dia destinados para atender as demais regiões bairros e consumidores de Várzea Grande, um ganho estimado em 35% de melhora.  

“Nosso compromisso é deixar encaminhada a solução para este problema de forma definitiva e planejar o futuro, pois a cidade cresce, sua população aumenta e temos problemas que precisam ser resolvidos como os devidos e a inadimplência”, disse Lucimar.

A prefeita explicou ainda que estão em conta corrente, para início das obras, R$ 14 milhões e conforme o andamento novos recursos próprios serão aportados para atender a demanda. 

Segundo o responsável pela empresa, uma das consorciadas, Tecwater, Alessandro Carrara Teixeira, o Consórcio Cristo Rei venceu a Concorrência Pública de nº11/2020, para executar a obra em um prazo de 150 dias (5 meses),  e compreenderá a  instalação da ETA, aquisição, comissionamento e operação assistida, visando o abastecimento público como parte integrante do Sistema do Grande Cristo Rei, incluindo elevatórias, (captação), de água bruta e estação de tratamento utilizando membranas da ultrafiltração, com capacidade de produção de 300 litros por segundo em regime de ‘Turnkey’ (Entrega de Chaves ou Chaves na Mão que é a obrigatoriedade de se entregar o que foi contratado pela concorrência pública) e oferecendo um trabalho de qualidade e rapidez, para uso imediato após termino da obra.

 
Com informações da assessoria

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet