Cuiabá, quinta-feira, 26/11/2020
19:15:22
informe o texto

Notícias / Agro e Economia

19/11/2020 às 18:40

Produção de suínos vivos na China mostra retomada e oferta melhora em outubro

Segundo instituições de saúde animal do país, a doença está controlada no país

Leiagora

Produção de suínos vivos na China mostra retomada e oferta melhora em outubro

Foto: José Medeiros/Governo de Mato Grosso

O Ministério de Agricultura da China informou que a produção de suínos vivos está sendo retomada e a oferta de carne e produtos derivados apresentou melhoras significativas em outubro. A China começa a reconstituir seu rebanho, que foi profundamente dizimado pela peste suína africana. Segundo instituições de saúde animal do país, a doença está controlada no país.

De acordo com monitoramentos feito pelo ministério, em outubro, o rebanho suíno da potência asiática atingiu 39,5 milhões, um aumento de 32% em relação ao mesmo período do ano passado. A atual capacidade de produção de suínos se recuperou para cerca de 88%.

Seguindo essa tendência, no segundo trimestre do próximo ano, o estoque nacional de suínos voltará basicamente ao nível anterior à peste suína africana, afirma o governo chinês. "O estoque de porcas reprodutoras e suínos vivos cresceu rapidamente, e a produção e vendas de reprodutores e leitões estão em alta", diz o comunicado no site do ministério.

Ainda de acordo com o governo chinês, em outubro, 728 fazendas de suínos de grande escala, recém-construídas, foram colocadas em produção. Desde o início deste ano, o número total de fazendas de recém-construídas chegou a 13 mil, e outras 15 mil que ainda estavam vazias, no ano passado, começaram a funcionar este ano.

Com a chegada da temporada de pico de consumo no inverno, especialmente o Revéillon e a Festa da Primavera asiática, o governo chinês prevê aumento no consumo de carne suína.

"De acordo com as estimativas, a oferta de carne suína durante o Ano Novo e o Festival da Primavera do próximo ano (dezembro de 2020 a fevereiro de 2021) aumentará cerca de 30% em relação ao mesmo período do ano passado", estima o ministério.
Estadão Conteúdo

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet