Cuiabá, quinta-feira, 26/11/2020
20:42:13
informe o texto

Notícias / Geral

21/11/2020 às 09:57

Protesto contra morte de João Alberto em SP tem princípio de incêndio

Fogo foi colocado em loja de Carrefour na capital paulista

Leiagora

Protesto contra morte de João Alberto em SP tem princípio de incêndio

Foto: Leo Orestes/Reprodução

A 17ª Marcha do Dia da Consciência Negra, realizada hoje (20), na capital paulista foi marcada por protestos contra a morte de João Alberto Silveira Freitas, homem negro que foi espancado até a morte por seguranças de uma loja do supermercado Carrefour, em Porto Alegre, na noite de ontem. 

A manifestação teve início no vão-livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp) por volta das 16 h e seguiu pela Rua Pamplona pelo bairro dos Jardins. No trajeto, os manifestantes foram alvejados com ovos e garrafas, jogados de prédios residenciais. 

Quando o ato passava em frente a uma loja do Carrefour, na Rua Pamplona, alguns manifestantes entraram na loja, quebraram produtos e causaram um princípio de incêndio, que foi controlado pelos próprios funcionários da empresa. Até o momento, não há informações sobre feridos. 

O Carrefour foi procurado, mas ainda não se manifestou. 

Na noite de ontem (19), véspera do Dia da Consciência Negra, João Alberto, de 40 anos, foi espancado até a morte no supermercado Carrefour, em um bairro da zona norte de Porto Alegre. Os agressores, um segurança do local e um policial militar temporário fora de serviço, foram presos em flagrante.
Agência Brasil

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet