Cuiabá, domingo, 24/01/2021
14:00:25
informe o texto

Notícias / Agro e Economia

24/11/2020 às 10:27

Colheita da pitaya inicia e fruto é alternativa econômica para agricultura familiar

Uma planta de pitaya pode produzir 20 quilos da fruta. No mercado chega a ser vendida por R$ 40 o quilo

Leiagora

Colheita da pitaya inicia e fruto é alternativa econômica para agricultura familiar

Foto: Welington Procópio | Empaer

A produtora rural Elenir Alves de Souza, do Sítio Monte Azul, no município de Juína (735 km a Noroeste de Cuiabá), cultiva pitaya há quatro anos como alternativa de renda em sua propriedade. A colheita da fruta rústica com sabor doce, de polpa firme e repleta de sementes será realizada no início de dezembro. Ela destaca que alguns frutos chegam a pesar 700 gramas a unidade. A produtora vende as frutas nas cores branca, amarela e vermelha.

Em geral, conforme Elenir, o preço avulso do fruto varia de R$ 10 a R$ 25 a unidade na época da safra. Ela possui uma área de meio hectare e acha o cultivo rentável, já que a colheita dura em média sete meses (outubro a maio).

“Esse tipo de fruta dá retorno e considero bem lucrativa. Além do sabor, tem os benefícios para a saúde com a prevenção de doenças crônicas. Devido a sua composição nutricional, a pitaya tem ação antioxidante, rica em vitamina C, responsável pelo reforço da defesa do organismo, efetuada pelo sistema imunológico”, esclarece.

O supervisor do Campo Experimental da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) em Tangará da Serra, Welington Procópio, fala que numa parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) estão sendo avaliados cinco materiais genéticos em 135 plantas.

Estão pesquisando também, palanques de sustentação para o manejo da planta. “Estamos testando madeira de lei, eucalipto tratado e poste de cimento para sustentar a planta acima do solo”, explica.

Serão instaladas Unidades de Referência Tecnológica (URT) nos municípios de Acorizal, São José do Rio Claro e Nova Ubiratã para avaliação dos materiais genéticos oriundos da Embrapa.  Segundo Procópio, o objetivo do trabalho de pesquisa é estudar o manejo e buscar alternativas economicamente viáveis para a agricultura familiar. O trabalho teve início em 2016. As mudas de pitaya já estão sendo produzidas pela Empaer e comercializadas por R$ 15 nas cores vermelha e branca.

Uma planta de pitaya pode produzir 20 quilos da fruta. No mercado a pitaya chega a ser vendida por R$ 40 o quilo. O alto valor pago pelo quilo da fruta, que pode variar dependendo da época do ano e da demanda, também constitui um grande atrativo para o plantio.

O custo para implantação de um hectare pode chegar a até R$ 60 mil e o retorno pode ser de R$ 100 mil por hectare. “A planta produz no primeiro ano e pode estabilizar no quarto ano de produção com a produtividade de até 20 toneladas por hectare”, comenta.

As espécies mais conhecidas e comercializadas, especialmente pela qualidade dos seus frutos, são a pitaya-branca (rosa por fora e branca por dentro), a pitaya-amarela (amarela por fora e de polpa branca) e a pitaya-vermelha (avermelhada por fora e por dentro). É uma planta perene, trepadeira com características básicas, com dias longos e florescimento a noite. Rica em nutrientes como as vitaminas C, B1, B2 e B3 e minerais como ferro, cálcio e fósforo, a pitaya oferece excelente alternativa para a alimentação.

 
Assessoria

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet