Cuiabá, segunda-feira, 25/01/2021
22:40:48
informe o texto

Notícias / Geral

24/11/2020 às 16:12

Primeira-dama atende famílias imigrantes haitianas com doação de alimentos

Pela terceira vez, camapanha beneficiou pessoas haitianas que se encontram em situação de extrema pobreza

Leiagora

Primeira-dama atende famílias imigrantes haitianas com doação de alimentos

Foto: Jana Pessôa

Mais de 530 cestas básicas da campanha “Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus” foram entregues para famílias carentes de imigrantes que residem em Cuiabá.  Além dos alimentos, também foram doados kits de roupas e sapatos. A iniciativa foi realizada pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) e articulada pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes. 

A entrega dos donativos é uma maneira de amenizar o sofrimento das pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social, principalmente neste período de pandemia. A secretária da Setasc, Rosamaria Carvalho, acompanhou as entregas e destacou a participação da primeira-dama nas questões sociais, beneficiando quem realmente precisa. “A primeira-dama tem o olhar fraterno voltado para os menos favorecidos. De forma voluntaria, tem acompanhado todas as ações da Setasc, como a de doação e alimentos”. 

As doações atenderam famílias que fazem parte da Comunidade dos Imigrantes Haitianos e que vivem em Cuiabá. Gravida de sete meses, a haitiana Lurette Cival, 25 anos, relatou as dificuldades que tem enfrentado desde que foi dispensada do serviço devido à crise econômica decorrente da pandemia. “Obrigado por essa ajuda que vocês sempre estão dando ao nosso povo. É muito especial para mim e para minha família ter esse carinho da primeira-dama”, externou.

Pai de quatro crianças, Thony Saintfelix 45 anos, disse que tem passado por momentos difíceis e que tem sobrevivido apenas com doações. “Agradeço muito a primeira-dama por ter um coração bom e fazer isto por nós. Hoje em dia está tudo caro, imagina, ganhar uma cesta básica com todos esses alimentos é muito bom”, comemorou.

De acordo com o representante da Associação de Defesa dos Haitianos em Mato Grosso, Clercius Monestime, a iniciativa auxilia as famílias a superar o período crítico causado pela pandemia. “Hoje para você comprar um pacote de arroz você precisa de R$ 22, então essa ação traz uma melhoria para os Haitianos que precisam desse apoio”, finalizou.
Assessoria Setasc

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet