Cuiabá, quarta-feira, 27/01/2021
21:07:43
informe o texto

Notícias / Polícia

25/11/2020 às 10:56

Indígena morre ao ser baleada no rosto pelo companheiro; suspeito alegou tiro acidental

O suspeito alegou que não sabia que a arma estava carregada e não tinha a intenção de matar a jovem.

Luzia Araújo

Indígena morre ao ser baleada no rosto pelo companheiro; suspeito alegou tiro acidental

Foto: Reprodução

Uma índia de 14 anos morreu após ser balada pelo companheiro de 19 anos, na aldeia Mayrob, localizada a 70 km da cidade de Juara. Beatriz Morimã Tukumã foi atingida no rosto por tiros de uma espingarda calibre 32. O suspeito alegou que não sabia que a arma estava carregada e não tinha a intenção de matar a jovem. O crime aconteceu nessa terça-feira (24).

Segundo informações da Polícia Civil, a enfermeira da aldeia procurou a delegacia de Juara e relatou que estava no alojamento do local quando foi informada que teria acontecido um acidente com arma de fogo e que a vítima seria Beatriz. 

Ela foi ao local indicado, onde encontrou a vítima  já estava sem vida e com sinais de disparos de arma de fogo no rosto. Os ferimentos eram proveniente de  uma espingarda de calibre 32, que foi apreendida em posse do companheiro da vítima.

Ele foi preso em flagrante  e alegou ao delegado Carlos Henrique Engelman  que acreditava que  a arma estivesse descarregada e que não desejou alvejar ou matar a jovem, com quem convivia há um ano, aproximadamente.

O suspeito foi autuado em flagrante por homicídio.    

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet