Cuiabá, sábado, 16/01/2021
05:00:37
informe o texto

Notícias / Política

13/01/2021 às 09:34

Troca de modal de VLT para BRT agrava crise no MDB

Para o prefeito, os parlamentares da sigla deveriam ouvir o seu posicionamento antes de terem votado a favor do governo

Kamila Arruda

Troca de modal de VLT para BRT agrava crise no MDB

Foto: Mayke Toscano/Secom-MT

A troca do modal de transporte a ser implantado em Cuiabá e Várzea Grande por parte do Governo do Estado poder ter agravado a crise interna no Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Isto porque, o prefeito da Capital Emanuel Pinheiro (MDB) não aceita a alteração, tendo em vista que os municípios atingidos não foram ouvidos pelo Executivo Estadual acerca do tema.

Por outro lado, os deputados estaduais da agremiação, se posicionaram a favor da troca do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) pelo Ônibus de Transporte Rápido (BRT) em votação na Assembleia Legislativa.

“Eu fico incomodado com a conduta de alguns companheiros. Vamos objetivar, eu sou o único prefeito reeleito do MDB, acabei de tomar posse, e o BRT desrespeita a minha cidade”, pontuou.

Em seu entendimento, os próprios parlamentares da sigla deveriam ouvir o seu posicionamento antes de terem votado a favor da troca do modal na semana passada.

“Com menos de uma semana de mandato a Assembleia vota a mudança desse modal e a minha bancada não me ouve, não liga pra mim, não pergunta a minha opinião. Eu acabei de tomar posse, pelo menos poderiam me ouvir, mas não, votaram tudo no afogadilho, tudo de forma rápida, por que isso? “, completou.

A troca do modal foi anunciada pelo governador Mauro Mendes (DEM) no final do ano passado e aprovada pela Assembleia Legislativa em sessão extraordinária realizada no último dia 07.

“Essas coisas precisam ser conversadas, lavar a roupa sujo, porque dessa forma, agindo desse jeito, eu não vou aceitar. O MDB não tem que ser um partido do governador do Estado, tem que ser um partido popular e do povo cuiabano. Não existe possibilidade do MDB crescer se continuar se aliando ao Governo e sendo contra ao servidor público. Eu não aceito partido sendo contra aos servidores, contra a população cuiabana e que diga amém ao capricho pessoal do governador”, disparou.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet