Cuiabá, domingo, 17/01/2021
06:13:47
informe o texto

Notícias / Política

12/01/2021 às 16:52

Vereadora lembra histórico de corrupção e avalia: ‘AL também é Casa dos Horrores’

Petista criticou o apelido de "Casa dos Horrores" herdado na Câmara e afirmou não ver diferença entre o parlamento municipal e o estadual

Camilla Zeni

Vereadora lembra histórico de corrupção e avalia: ‘AL também é Casa dos Horrores’

Foto: Câmara Municipal de Cuiabá

Tratamento igual para o Poder Legislativo é o que defende a vereadora por Cuiabá Edna Sampaio (PT). Ela, porém, se refere a outra forma de tratamento: o rótulo de “Casa dos Horrores” ao parlamento municipal, que é herdado há gerações pelos vereadores que assumem em Cuiabá. 

Na visão da vereadora, o apelido maldoso impregnou a mente da população por, ao menos, duas razões: a uma, porque foi massivamente reproduzido pelos veículos de comunicação, que auxiliam na formação da opinião pública; a duas, porque a Câmara Municipal é um parlamento mais próximo do povo.

Em entrevista à rádio Capital FM, na manhã desta terça-feira (12), a vereadora ponderou que a Câmara Municipal tem posicionamento semelhante à Assembleia Legislativa, sua “irmã” a nível estadual. Opinou que, contudo, o parlamento municipal sofre mais com a opinião pública.

Leia também - Em meio a discussões, Mauro sanciona lei que autoriza mudança de VLT para o BRT

“Acho que a Câmara é um lugar que está mais próximo da população, então isso faz com que ela seja mais atacada que os outros poderes. Mas se você pensar, acho até que é parecido. A relação que a Assembleia Legislativa tem com o governador, por exemplo, não é diferente da relação que a Câmara tem com o prefeito”, defendeu a vereadora.

“O governador montou sua chapa, elegeu sua mesa diretora, e todas as matérias que são pautadas ali vão no ritmo que o governador determina. Todo mundo sabe disso, mas você não tem a pecha de casa dos horrores na Assembleia Legislativa”, completou.

Durante a entrevista, a petista ainda citou que a Assembleia tem histórico de deputados envolvidos em esquemas de corrupção, alguns dos quais, além de denunciados, também foram condenados. Em alguns casos, chegaram a ser presos, entre eles o ex-presidente da Assembleia, José Geraldo Riva.

Edna também pontuou que a Assembleia é palco de conflito de interesses, tendo os políticos empresários relacionados diretamente a assuntos de interesse público. É o caso, segundo ela, das discussões sobre o transporte público.

“Nós falamos em transporte coletivo e o presidente da casa tem a ver com isso, é empresário do setor, mas a gente não chama ali de Casa dos Horrores. Por que é que é só a Câmara?”, explicou.

A vereadora finalizou o tema defendendo que a população acompanhe melhor o trabalho dos gestores em todos as esferas e fiscalize mais, “para que tenhamos melhor qualidade dos nossos políticos”.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet