Cuiabá, domingo, 17/01/2021
04:58:47
informe o texto

Notícias / Geral

14/01/2021 às 08:28

Secretária de Saúde diz que Cuiabá tem um plano de vacinação mas não detalha funcionamento

Câmara de Cuiabá promoveu debate sobre logística para imunização, assim que as vacinas forem disponibilizadas

Edyeverson Hilario

Secretária de Saúde diz que Cuiabá tem um plano de vacinação mas não detalha funcionamento

Foto: Reprodução

Durante um debate sobre a vacinação contra a Covid-19, realizado na Câmara Municipal de Cuiabá, a secretária municipal de Saúde, Ozenira Félix, disse que a prefeitura já possui um plano para a imunização dos moradores da capital. Sem dar detalhes de como serão as ações, ela afirmou que as vacinas devem chegar no próximo mês e que a prefeitura vai ter o que precisa.

A responsável pelo planejamento da vacinação em Cuiabá informou que o programa deve ser divulgado ainda nesta semana, pois é esperado que o prefeito e as comissões do comitê de enfrentamento ao covid valide o cronograma nos próximos dias. 

Segundo ela, resta “apenas alinhar o modelo que a gente já desenhou dentro da secretaria de Saúde". Ela ainda adiantou que vai conversar com o secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo nesta quinta-feira (14), para discutir a estratégia. Apesar de falar que o programa já está estruturado, Ozenira disse que o plano não é fechado e está aberto a sugestões.

Quanto aos insumos e materiais necessários para a vacinação, a secretária disse que “estão em processo de organização e de contratação de armazenamento em conjunto com o Ministério da Saúde”. Segundo ela, o Governo Federal e o Estado vão enviar insumos suficientes para a vacinação.

Mas assegurou que “de maneira preventiva, estão fazendo um reajuste de preço. “Trabalhando um pregão para registrar o preço para que a gente possa, caso haja problemas com seringa e agulha”. Contudo, ela disse que os governos do Estado e Federal garantiram que a prefeitura não precisa se preocupar com os insumos.

O vereador Dr. Luiz Fernando (Republicanos), presidente da comissão que está acompanhando o plano de vacinação na Câmara Municipal disse que o objetivo é que haja um plano de vacinação integrado, envolvendo o Governo e prefeitura. 

A preocupação do comitê é com a chegada da vacina e depois com a capacidade de armazenamento, aplicação do medicamento e a logística. Segundo ele, até o fim do mês o grupo vai fazer um levantamento para avaliar como está o preparo da prefeitura para o processo de imunização. 

Para a presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso (CRM-MT), Hildenete Monteiro Fortes, é preciso ter uma estratégia única. "É uma ação que precisa envolver todo o Estado,  não só do município de Cuiabá e seja realizada ao mesmo tempo”. 

A médica ainda comentou que a CRM não tem autonomia para definir qual vacina comprar para a imunização dos cuiabanos, e assegurou que só com a vacina é possivel frear o aumento de incidência do coronavírus. "A vacinação precisa ocorrer em outros municípios que estão tendo incidência alta de infecção". 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet