Cuiabá, sexta-feira, 26/02/2021
02:29:47
informe o texto

Notícias / Variedades

24/01/2021 às 09:50

Após repercussão e recorde do BBB 20, Leifert prevê 'muitos anos' pela frente

Leiagora

Após repercussão e recorde do BBB 20, Leifert prevê 'muitos anos' pela frente

Foto: Cesar Alves/TV Globo

O BBB volta ao ar em sua 21ª edição nesta segunda-feira (25), com a expectativa de manter a repercussão e audiência obtida pelo reality em 2020, quando foi impulsionado pelos primeiros momentos do isolamento social imposto pela quarentena no País e um elenco que 'deu liga'."Tenho certeza que o Big Brother Brasil é um produto com vida longa. O BBB 20 consolidou anos de evolução do jogo e preparou o terreno para muitos e muitos anos de histórias", ressalta o apresentador Tiago Leifert, que já pensa na continuidade do programa.

Já o diretor-geral, Rodrigo Dourado, destaca o "público cativo" do BBB, que considera um "programa para a família", e promete que, mesmo com o sucesso alcançado, a nova edição "não será igual à última".

Em 2020, o Big Brother ficou marcado por acusações de assédio e discussões sobre machismo (entre os dez primeiros eliminados, nove foram homens), além de revisitar momentos icônicos de sua história, como a 'Casa de Vidro' e o 'Quarto Branco'. O último remanescente masculino na casa foi o ator Babu Santana, que saiu pouco antes da final entre Manu Gavassi, Rafa Kalimann e Thelma, a campeã.

O BBB 20 ainda entrou para o Guinness, livro dos recordes, com a maior votação da história de um reality show no mundo. Foram cerca de 1,5 bilhão de votos no Paredão que eliminou Felipe Prior e contou com Manu Gavassi e Mari Gonzalez.

Representatividade

Em 2021, a Globo fez alarde para a divulgação dos participantes, chegando a veicular um 'anúncio para o dia do anúncio' no Fantástico. A lista se destaca pela diversidade racial, a maior da história do programa: nove dos 20 participantes são negros.

A composição segue uma tendência mundial. A rede norte-americana CBS, por exemplo, anunciou no ano passado que seus reality shows devem passar a ser compostos por pelo menos 50% de pessoas que não sejam brancas.

Os participantes do BBB 21. Pelo segundo ano seguido, a estratégia do programa foi mesclar integrantes 'anônimos' a artistas já conhecidos do grande público. Entre os famosos, destacam-se os cantores Projota, Karol Conká e Pocah e os atores Fiuk e Carla Diaz. Há ainda os influenciadores digitais Camilla de Lucas, Nego Di e Viih Tube, o sertanejo Rodolffo, da dupla com Israel, e o ator Lucas Penteado, que já esteve em Malhação. Todos já tiveram passagem pela Globo, seja trabalhando, se apresentando ou dando entrevistas a programas da emissora e suas afiliadas no passado.

Entre os participantes 'anônimos', constam homens e mulheres entre 24 e 32 anos de idade, com diferentes perfis e vindos de diversas regiões do País: a exceção é o Norte, sem representantes na casa em 2021. Ao todo, são dez pessoas nascidas no Sudeste, quatro no Nordeste, quatro no Centro-Oeste e dois no Sul.

No ano passado, a pandemia do novo coronavírus foi decretada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) durante o confinamento dos participantes na casa do BBB. Como medida excepcional, um médico foi chamado para dar a notícia do 'mundo real' aos participantes ao lado do apresentador Tiago Leifert e também para esclarecer dúvidas.

Por conta das medidas de distanciamento impostas pela pandemia, diversas dinâmicas do programa, como as eliminações com plateia, precisaram ser alteradas, com protocolos de segurança que devem se repetir mais uma vez.
Estadão Conteúdo

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet