Cuiabá, quinta-feira, 04/03/2021
16:02:32
informe o texto

Notícias / Agro e Economia

15/02/2021 às 14:27

Inadimplência em MT cresce em janeiro e número de devedores passa de 1 milhão

O número de dívidas em atraso de moradores de Mato Grosso também cresceu 0,63% na passagem de dezembro/20 para janeiro /21

Leiagora

Inadimplência em MT cresce em janeiro e número de devedores passa de 1 milhão

Foto: Reprodução

Após meses de quedas consecutivas, a inadimplência do consumidor cresceu em janeiro, segundo pesquisa divulgada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Na passagem de dezembro/2020 para janeiro, o número de devedores de Mato Grosso cresceu 0,41%. A estimativa é que o Estado tenha fechado o mês de janeiro com aproximadamente 1,085 milhões de consumidores inscritos em cadastros de devedores.

O levantamento mostra ainda que a abertura por faixa etária do devedor com participação mais expressiva em Mato Grosso foi o da faixa de 30 a 39 anos (26,32%), seguida da faixa de 40 a 49 anos (21,53%) e de 50 a 64 anos (19,36%).

Leia também - Lideranças políticas e produtivas criticam a proposta do Zoneamento Socioeconômico

O número de dívidas em atraso de moradores de Mato Grosso também cresceu 0,63% na passagem de dezembro/20 para janeiro /21. Na região Centro‐Oeste, nessa mesma base de comparação, a variação foi de 1,08%. Comparando janeiro de 2021 com janeiro de 2020, este número caiu ‐5,06%. O dado ficou acima da média da região Centro‐Oeste (‐5,24%) e acima da média nacional (‐8,11%). O Estado acumula mais 2,070 milhões em dívidas.

Segundo a pesquisa, o setor com participação mais expressiva do número de dívidas em janeiro no estado do Mato Grosso foi Bancos, com 31,50% do total de dívidas, seguido do comércio com 31,47% e de Água e Luz com 15,73%. Em janeiro de 2021, cada consumidor inadimplente no Mato Grosso tinha em média 1,908 dívidas em atraso. O número ficou acima da média da região Centro‐Oeste (1,859 dívidas por pessoa inadimplente) e acima da média nacional registrada no mês (1,790 dívidas para cada pessoa inadimplente).

Na avaliação do superintendente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL Cuiabá), Fábio Granja, o avanço da inadimplência já era esperado.

“Historicamente o mês de janeiro apresenta uma alta no índice de inadimplência, mas o que nos deixa otimistas é que o aumento nesse inicio de ano foi menor quando comparamos com o aumento nas vendas ocorrido entre os meses de setembro e dezembro de 2020. Refiro-me a esses meses, pois tivemos um aumento nas compras parceladas nesse período que superaram os 3%. Agora precisamos acompanhar os próximos meses, principalmente fevereiro e março que terão reflexos principalmente das vendas ocorridas em novembro e dezembro do ano passado. Existe uma tendência de crescimento natural nestes meses, mas o mais importante é que se mantenha estável com o mesmo nível de janeiro, abaixo de 1%”, avaliou Granja.

 
Com informações da CDL

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet