Cuiabá, domingo, 11/04/2021
23:08:03
informe o texto

Notícias / Política

19/02/2021 às 08:30

Fávero diz que Assembleia trabalha duas horas por dia e critica sessão única de votação

"Deputado ganha muito bem para trabalhar uma vez por semana e ficar tirando fotos em eventos?", criticou, revoltado.

Camilla Zeni

Fávero diz que Assembleia trabalha duas horas por dia e critica sessão única de votação

Deputado Silvio Fávero

Foto: Fablício Rodrigues/ALMT

O deputado estadual Silvio Fávero (PSL) não está contente com o andamento dos trabalhos na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). Isso porque, segundo ele, diversos projetos estão parados, aguardando votação, enquanto os deputados se reúnem em apenas um dia na semana, por duas horas. 

A sessão única tem sido adotada no parlamento desde o decreto de calamidade em razão da pandemia da covid-19, publicado em 2020. Na época, em 19 de março, a Assembleia adotou uma resolução concentrando os três dias de votação em um só, com três sessões nas quartas-feiras. Atualmente, as sessões têm sido realizadas ou nas terças-feiras ou nas quartas-feiras, conforme convocação do presidente da sessão em plenário. 

Para Fávero, a Assembleia Legislativa já poderia ter retornado às atividades de forma regular, considerando que todos os setores econômicos também já retornaram, bem como o serviço público. “Tem que trabalhar como todo mundo tá trabalhando. A Assembleia tem que trabalhar. E se você pegar a distância de um deputado para o outro, dá certinho a distância necessária”, criticou, ressaltando a necessidade de distanciamento social.

O deputado comentava sobre seus projetos de lei, alguns que receberam inclusive dispensa de pauta, para uma tramitação mais rápida, e que, ainda assim, aguardam para serem votados. Um deles é o PL 49/2021, que pode autorizar o governador Mauro Mendes (DEM) a proceder compra direta de materiais para enfrentamento da covid-19, entre eles as vacinas imunizantes.

“Os projetos não andam e não vão andar mesmo.ras por dia? 
 Como que vão andar com a Assembleia trabalhando uma vez por semana e duas hoNão vai andar mesmo. Eu entendo que é vergonhoso, porque um deputado ganha muito bem, ganha uma verba indenizatória boa, tem R$ 90 mil para contratar servidor, quatro carros, R$ 12 mil de combustível para trabalhar uma vez por semana e ficar tirando fotos em eventos?”, comentou.

Fávero ainda colocou que já pediu formalmente à Mesa Diretora para o retorno das atividades plenárias em três dias, mas não foi atendido.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet